Jean Meslier revisitado

As ultraluzes de Michel Onfray

Autores

  • Paulo Jonas de Lima Piva

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1517-0128.v1i36p89-104

Palavras-chave:

Ateísmo, Contra-história da filosofia, Luzes Francesas, Materialismo, Meslier

Resumo

O artigo a seguir foi redigido em 2013, animado pelo lançamento em tradução brasileira de 2012, pela WMF Martins Fontes, de Os ultras das Luzes, o volume 4 da Contra-história da filosofia de Michel Onfray. Um dos personagens abordados com destaque no livro de Onfray é Jean Meslier (1664-1729), filósofo materialista, ateu, sensualista no seu sentido epistemológico e ético, comunista, anticlerical, anticristão e, ao mesmo tempo, por força maior, padre de aldeia, e, graças a Voltaire, que foi o seu maior divulgador mesmo que ao seu modo nada honesto, um precursor das Luzes francesas. No Brasil, nos anos 80, Maria das Graças de Souza apresentava aos leitores e, sobretudo, aos pesquisadores brasileiros, no mesmo espírito iluminista de Onfray e com a honestidade que faltou a Voltaire, a vida e o pensamento de Jean Meslier. São destas apresentações e revisitações de Meslier que trata este artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Jonas de Lima Piva

Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1996), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1999) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2004), com estágio de doutoramento na Université Paris I - Panthéon - Sorbonne (2003-2004), junto ao Groupe de Recherche sur l'Histoire du Matérialisme, dirigido pelo Prof. Dr. Jean Salem, com financiamento da FAPESP. Também tem pós-doutorado junto ao Projeto Temático da FAPESP intitulado O significado filosófico do ceticismo, desenvolvido no Programa de Pós-graduação em Filosofia da Universidade São Judas Tadeu, coordenado pelo Prof. Dr. Plínio Junqueira Smith, entre os anos de 2005 e 2008. Atualmente é professor adjunto, classe C/6, nível 1, no Centro de Ciências Naturais e Humanas da Universidade Federal do ABC (UFABC). Foi professor visitante na Universidade Federal do ABC (UFABC) de 2015 a 2016. Também foi professor associado na Universidade São Judas Tadeu (USJT), onde atuou na graduação e no programa de pós-graduação stricto sensu em filosofia de 2005 a 2015. Tem experiência na área de filosofia, com ênfase em Iluminismo francês, atuando principalmente nos seguintes temas: ateísmo, materialismo, ceticismo e cinismo. É autor dos livros O ateu virtuoso: materialismo e moral em Diderot (Discurso Editorial/Fapesp), de 2003, e Ateísmo e revolta: os manuscritos do padre Jean Meslier (Alameda Editorial/Fapesp), de 2006. É co-autor e organizador de Ensaios sobre Filosofia Francesa Contemporânea (Alameda Editorial/Fapesp), de 2009. Também participou, como autor e tradutor, das compilações Ensaios sobre o ceticismo (Alameda Editorial), de 2007, e de O outro como problema: o surgimento da tolerância na modernidade (Alameda Editorial), de 2010. Em 2015 participou com um ensaio do livro O neopirronismo de Oswaldo Porchat: interpretações e debate (Alameda Editorial). É um dos organizadores, tradutores e prefaciador do livro Dez provas da inexistência de Deus (Alameda Editorial), de 2012.

Referências

BREDEL, Marc Jean Meslier l’enragé: prêtre athée et revolutionnaire sous Louis XIV. Paris:
Balland. 1983.

DARNTON, Robert. Boemia literária e Revolução: o submundo das letras no Antigo
Regime. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

DEPRUN, Jean. “Meslier philosophe”. In: MESLIER, Jean. Oeuvres complètes. Tome I. Paris:
Anthropos, 1970.

DERUETTE, Serge. “Sur le curé Meslier, précurseur du matérialisme”. In: Annales historiques
de la Révolution Française. Paris, Tome LVII, 1985.

DESNÉ, Roland. “Les oeuvres complètes de Jean Meslier”. In: Revue de l’Université de Bruxelles,
n. 1, 1969-1970.
______. “L’homme, l’oeuvre et la renommée”. In: MESLIER, Jean. Oeuvres complètes. Tome
I. Paris: Éditions Anthropos, 1970.
______ (Org.). Le curé Meslier et la vie intellectuelle, religieuse et sociale à la fin du XVIIe siècle et au
début du XVIIIe siècle. Actes du Colloque International de Reims, 17-19 octobre 1974. Reims:
Bibliothèque de l’Université de Reims, 1980.
______. “Actualité de Meslier: entretien avec R. Desné”. In: Les cahiers rationalistes, n. 395,
L’Union Rationaliste, avril 1984,

DESNÉ, Roland et all. “Avant-propos”. In: MESLIER, Jean. Oeuvres complètes. Tome I. Paris:
Anthropos, 1970.

DOMMANGET, Maurice. Le curé Meslier, athée, communiste et revolutionaire sous Louis XIV.
Paris: Julliard, 1965.

FABRE, Jean. “Clôture du Colloque”. In: Études sur le curé Meslier: actes du Colloque International
d’Aix-en-Provence, 21 novembre 1964. Paris: Société des Études robespierristes, 1966.

MESLIER, Jean. Oeuvres complètes. Paris, Anthropos, Tome I, 1970; Tome II, 1971; Tome III,
1972.
______. Jean Meslier: textes. Paris: Éditions Rationalistes, 1973.
______. Mémoire: extraits. Paris: Exils Éditeur, 2000.
______. Notes contre Fénelon. Paris: CODA, 2010.

ONFRAY, Michel. Tratado de ateologia: física da metafísica. São Paulo: WMF Martins Fontes,
2007.
______. Contra-história da filosofia 4: os ultras das Luzes. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2012.

PIVA, Paulo Jonas de Lima. Ateísmo e revolta: os manuscritos do padre Jean Meslier. São Paulo:
Alameda Editorial, 2006.

SOUZA, Maria das Graças. Voltaire e o materialismo do século XVIII. Dissertação de mestrado. São
Paulo: USP, 1983.
______. “O estranho testamento de um vigário de província: as memórias de Meslier”. In:
Transformação, vol. 8. Marília: UNESP, janeiro de 1985.

VERNETTE, Jean. L’Athéisme. Paris: PUF, 1998.

VERONA, Luciano. Jean Meslier, prêtre athée, socialiste revolutionnaire: 1664-1729. Milano:
Cisalpino-Goliardica, 1975.

Downloads

Publicado

2020-06-28

Como Citar

Piva, P. J. de L. (2020). Jean Meslier revisitado: As ultraluzes de Michel Onfray. Cadernos De Ética E Filosofia Política, 1(36), 89-104. https://doi.org/10.11606/issn.1517-0128.v1i36p89-104

Edição

Seção

Dossiê - Leituras do Iluminismo