A AMBIGUIDADE DAS IDENTIDADES SEGUNDO ÉTIENNE BALIBAR

  • Daniel Airbaza Rodrigues
Palavras-chave: Étienne Balibar – processos identitários – nacionalismo – racismo

Resumo

O trabalho exposto a seguir se dispõe a examinar o caráter ambíguo das identidades segundo as análises do filósofo francês Étienne Balibar. O texto irá se concentrar em suas obras a partir do final da década de oitenta, aonde ocorre um distanciamento do círculo formado em torno de Althusser e uma aproximação às filosofias da diferença de Foucault, Deleuze e Derrida. Buscaremos explicitar como o autor, mediante o prisma marxista do conflito de classes, irá denunciar o escalonamento dos indivíduos de modo hierárquico dentro da economia-mundo capitalista mediante múltiplos processos identitários, que respeitam uma lógica de manutenção da estrutura social internacional existente. O pano de fundo de tais análises são os crescentes movimentos xenófobos e neo-fascistas na Europa hodierna como reação à uma profunda crise do Estado-Nação, de suas instituições e da fragmentação de comunidades idealmente estabelecidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Rodrigues, D. (1). A AMBIGUIDADE DAS IDENTIDADES SEGUNDO ÉTIENNE BALIBAR. Cadernos De Ética E Filosofia Política, (22), 129-140. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/cefp/article/view/59445
Seção
Artigos