As hidrelétricas do Rio Madeira e a difusão do dengue em Porto Velho/RO, Amazônia ocidental brasileira

  • Daniel Delani UNIR

Resumo

A febre do dengue é uma doença causada pelo vírus dengue que ocorre nas regiões tropicais e subtropicais de todos os continentes, com exceção da Europa e é transmitido ao ser humano nas Américas, por meio da picada do mosquito Aedes aegypti. As características do meio natural e do meio técnico onde está situado o município de Porto Velho proporcionam condições ecológicas favoráveis para a disseminação dessa doença. Assim, objetivou-se nesta pesquisa analisar o padrão espaço temporal dos casos dengue no município de Porto Velho, RO/Brasil, durante o período de 2001-2012, articulando-o às transformações do meio geográfico, provocadas pela construção dos novos sistemas de engenharia do Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira. Os resultados revelaram que a epidemia de dengue que ocorreu em Porto Velho nos anos de 2009-2010 foi influenciada, principalmente, pela imigração de pessoas para região. Assim, torna-se necessário investir cada vez mais na área da saúde e da educação, fortalecendo a importância da pesquisa in loco para o entendimento do que mudou conjuntamente com essas mudanças do espaço geográfico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Delani, UNIR

Professor do Núcleo de Saúde; Fundação Universidade Federal de Rondônia – UNIR; Mestre pela Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo; danieldelani@unir.br.

Publicado
2018-12-31
Como Citar
Delani, D. (2018). As hidrelétricas do Rio Madeira e a difusão do dengue em Porto Velho/RO, Amazônia ocidental brasileira. Cadernos CERU, 29(2). Recuperado de http://www.revistas.usp.br/ceru/article/view/155312
Seção
Dossiê Amazônia