A linguagem utilizada na evidenciação contábil: uma análise de sua compreensibilidade à luz da teoria da comunicação

  • José Maria Dias Filho USP; FEA
Palavras-chave: Informações contábeis, Linguagem contábil, Compreensibilidade, Teoria da Comunicação

Resumo

Este artigo procura discutir até que ponto a linguagem utilizada pela Contabilidade é compreendida pelos usuários das informações contábeis. A hipótese subjacente é a de que as demonstrações financeiras empregam uma terminologia complexa e pouco acessível à maioria dos usuários. Nesse caso, adota-se a premissa de que elas deixariam de ser utilizadas adequadamente no processo decisório ou seriam tratadas como elemento pouco relevante. Os referenciais teóricos pesquisados enfatizam que a compreensibilidade das informações geradas pela Contabilidade é um dos requisitos necessários para que ela cumpra bem a sua missão. Por isso, recomenda-se o uso de uma linguagem inteligível, que permita ao usuário assimilar o seu conteúdo. Da análise efetuada, conclui-se que o usuário médio das informações contábeis realmente não consegue compreender perfeitamente o significado de muitos termos utilizados pela Contabilidade. Diante disso, propõe-se a realização de pesquisas periódicas no sentido de identificar as dificuldades predominantes, para que a linguagem contábil se ajuste à sua capacidade de compreensão. Além disso, considerando a contribuição que a Teoria Matemática da Comunicação tem oferecido ao desenvolvimento de diversos ramos do conhecimento humano, sugere-se que se apliquem os seus conceitos, com maior intensidade, no processo de avaliação e aperfeiçoamento da comunicação contábil.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2000-12-01
Como Citar
Dias Filho, J. (2000). A linguagem utilizada na evidenciação contábil: uma análise de sua compreensibilidade à luz da teoria da comunicação . Caderno De Estudos, (24), 38-49. https://doi.org/10.1590/S1413-92512000000200003
Seção
Artigos