Medicina e Literatura: a Profissão e o “Ofício”

  • Lincoln Amaral Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo e Universidade de São Paulo

Resumo

Neste artigo pretende-se destacar algumas ambivalências observadas na biografia de Moacyr Scliar como frutos de eventuais dualidades que, com base em tradições religiosas que influenciaram a cultura clássica ocidental, poderiam ser consideradas “opostas” entre si, numa interpretação corrente. Todavia, é nosso objetivo discutir que no imaginário criativo de Scliar pulsa outro olho, que afeta a visão dos olhos exteriores, amplificando-os para dar voz às ambiguidades resultantes das hibridizações culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lincoln Amaral, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo e Universidade de São Paulo
É docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), Campus São João da Boa Vista, e doutorando em Estudos Judaicos no Departamento de Línguas Orientais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. 
Publicado
2018-01-23
Como Citar
Amaral, L. (2018). Medicina e Literatura: a Profissão e o “Ofício”. Cadernos De Língua E Literatura Hebraica, (15), 62-75. https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.cllh.2017.142461
Seção
DOSSIÊ MOACYR SCLIAR