Ironia e Visão na Narrativa de Balaão

Autores

  • Lucas Alamino Iglesias UNASP

Palavras-chave:

Ironia. Visão. Profeta. Balaão.

Resumo

Toda ironia relacionada ao ofício profético na Bíblia Hebraica brota do contraste entre a percepção do profeta e aquela da audiência. Favorecido por um olhar privilegiado, o profeta, com destreza artística, expõe a visão limitada, portanto inferior, de sua audiência. Como agente de ironia, o profeta desestabiliza sua audiência e lhe dá a capacidade de uma recomposição de visão. Contudo, em porções narrativas da Bíblia Hebraica encontramos uma quebra de expectativa em relação a essa perspectiva diferenciada. Nem sempre o profeta é retratado como agente de ironia. Em algumas ocasiões ele também é vítima. O primeiro exemplo desse fenômeno é encontrado na narrativa de Balaão.  A ruptura do padrão se dá na história de Balaão através da íntima relação entre ironia e visão. Através da análise literária da história de Balaão em sua forma final, o presente artigo visa explorar a importância da relação entre ironia e visão na crítica a essa figura profética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-10-07

Como Citar

Iglesias, L. A. (2020). Ironia e Visão na Narrativa de Balaão. Cadernos De Língua E Literatura Hebraica, (16), Pág. 84 a 97. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/cllh/article/view/171713

Edição

Seção

BÍBLIA HEBRAICA