O que resta da vida e o contexto histórico: a respeito da identidade judaica e sua expressão na literatura hebraica

  • Nancy Rozenchan Universidade de São Paulo
Palavras-chave: “novo judeu”, “sabra”, identidade israelense, literatura hebraica, Zeruya Shalev

Resumo

A definição da identidade judaica na modernidade preocupa estudiosos há várias décadas. Para entender os primórdios desta preocupação, faz-se necessário recorrer a textos literários e ideológicos que trataram do “novo judeu”. Na sequência desta problemática destaca-se a necessidade de entender e definir características identitárias que se seguiram às diversas especificações desenvolvidas por pensadores no início do século XX. Com o desdobramento das concepções do Sionismo e consecução de seus intentos na terra dos antepassados, novas nomenclaturas se seguiram, como “novo hebreu”, “sabra”, “israelense”. Foi na literatura hebraica, desde o final do século XIX, que se efetuou o principal registro artístico das mudanças e passagens de “judeu” para “israelense”. Nas décadas mais recentes, em que trabalhos acadêmicos relevantes expuseram aspectos diversos da história e da sociedade israelense, trazendo à mostra idiossincrasias de muitos segmentos anteriormente esquecidos ou menosprezados, novos traços têm sido colocados em primeiro plano, além de exibirem as fragilidades e fragmentações de conceitos hoje considerados ultrapassados por alguns. Este texto, que se propõe a repassar brevemente estes qualificativos, abordará como algumas características de construções e desconstruções identitárias se manifestam na literatura, especificamente no romance hebraico Sheerit hachaiym (tradução livre: O que resta da vida), de Zeruya Shalev, publicado em 2011.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nancy Rozenchan, Universidade de São Paulo
Possui graduação em Línguas Orientais (Hebraico) pela Universidade de São Paulo (1967), mestrado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada) pela Universidade de São Paulo (1984), doutorado em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada) pela Universidade de São Paulo (1989), pós-doutorado pela Universidade de São Paulo (1995) e pós-doutorado pela University of California System (1990). Atualmente é aposentada da Universidade de São Paulo, membro do corpo editorial da Revista Orientes e membro do corpo editorial do Arquivo Maaravi. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Línguas Estrangeiras Modernas. Atua principalmente nos seguintes temas: Literatura Hebraica, Literatura Feminina, Hendel Yehudit, Literatura Israelense.
Como Citar
Rozenchan, N. (1). O que resta da vida e o contexto histórico: a respeito da identidade judaica e sua expressão na literatura hebraica. Cadernos De Língua E Literatura Hebraica, (10), 11-27. https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.cllh.2012.53644
Seção
LITERATURA HEBRAICA E JUDAICA