Portal da USP Portal da USP Portal da USP

A ideologia sionista e o renascimento da língua hebraica em "Missaviv Lanekudá", de Yossef Haim Brenner

Gabriel Steinberg Schvartzman

Resumo


Yossef Haim Brenner nasceu em 1881 no então Império Russo e morreu na Terra de Israel em 1921 aos 40 anos. É considerado pioneiro da nova literatura hebraica, além de pensador e líder público. Em seus contos mais importantes, Brenner aborda a questão da transição linguística do iídiche para o Hebraico, uma das expressões máximas da empreitada sionista na terra ancestral. Em 1904 Brenner saiu da Rússia e se estabeleceu na Inglaterra. No mesmo ano publicou o conto Missaviv Lanekudá (Em torno do ponto) no periódico Hebraico Hashiloach, cujo editor na época era Chaim Nacham Bialik, figura central da moderna literatura hebraica. Em 1909 imigrou para a então Palestina, onde passou a dedicar-se à literatura de profundo cunho ideológico. Esta comunicação apresentará um relato da obra de Brenner no período da renovação da língua hebraica nos primórdios da colonização judaica na Terra de Israel.

Palavras-chave


literatura hebraica, língua hebraica, sionismo, diáspora, renascimento da língua hebraica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2179-0892.cllh.2012.53645

Apontamentos

  • Não há apontamentos.