No estúdio verbal de Leila Danziger

  • Rosana Kohl Bines Pontifícia Universidade Católica (RJ)
Palavras-chave: Leila Danziger, judaísmo, obras poéticas e visuais.

Resumo

O artigo propõe cruzamentos entre a produção poética e a obra plástica da artista contemporânea Leila Danziger, a partir da análise de um pequeno conjunto de poemas, reunidos no livro três ensaios de fala. Observa-se que esse corpus verbal se forja por procedimentos artísticos análogos aos que moldam as suas obras visuais. Trata-se de procedimentos de erosão e de transferência de materiais, que possibilitam atualizar elementos judaicos escavados das camadas da memória. imes New Roman";mso-fareast-theme-font: minor-fareast;mso-hansi-theme-font:major-bidi;mso-bidi-theme-font:major-bidi; color:black;mso-themecolor:text1;mso-ansi-language:PT-BR;mso-fareast-language: PT-BR;mso-bidi-language:AR-SA'>em Literatura Comparada pela Universidade de Chicago.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosana Kohl Bines, Pontifícia Universidade Católica (RJ)
Professora Assistente do Departamento de Letras e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Literatura, Cultura e Contemporaneidade da PUC-RJ. Possui doutorado em Literatura Comparada pela Universidade de Chicago.
Publicado
2015-04-29
Como Citar
Bines, R. (2015). No estúdio verbal de Leila Danziger. Cadernos De Língua E Literatura Hebraica, 1(12). https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.cllh.2015.97636
Seção
LITERATURA HEBRAICA E JUDAICA