Ficção televisiva brasileira e fãs online: mapeamentos e investigações

  • Lucas Martins Néia Universidade de São Paulo
Palavras-chave: cultura fandom, cultura participativa, engajamento, fãs, ficção televisiva

Resumo

O presente texto apresenta uma síntese da obra Por uma teoria de fãs da ficção televisiva brasileira[1], resultado de dez pesquisas colaborativas desenvolvidas entre 2014 e 2015 pela equipe de investigadores da rede Obitel Brasil. Enfocam-se as diferentes abordagens dadas à questão do fã da ficção televisiva brasileira como sujeito ativo na produção cultural, inserido no contexto das tecnologias digitais. Ressalta-se, por fim, a importância destes estudos no atual panorama da Comunicação.

[1] LOPES, Maria Immacolata Vassallo de (org.). Por uma teoria de fãs da ficção televisiva brasileira. Coleção Teledramaturgia, vol. 4. Porto Alegre: Sulina, 2015. O livro foi publicado com o apoio do Globo Universidade. Versão digital disponível para download no endereço: <http://obitelbrasil.blogspot.com.br/>.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Martins Néia, Universidade de São Paulo
Roteirista. Mestrando em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Bacharel em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Londrina. Pesquisador do Centro de Estudos de Telenovela (CETVN/ ECA-USP) e do Observatório Ibero-americano da Ficção Televisiva (OBITEL).

Referências

GARCÍA CANCLINI, Néstor. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: EDUSP, 1997.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2008.

LOPES, Maria Immacolata Vassallo de (org.). Ficção televisiva no Brasil: temas e perspectivas. Coleção Teledramaturgia, v. 1. São Paulo: Globo, 2009.

______. Por uma teoria de fãs da ficção televisiva brasileira. Coleção Teledramaturgia, vol. 4. Porto Alegre: Sulina, 2015.

______. Telenovela como recurso comunicativo. MATRIZes, ano 3, n. 1, p. 21, ago./dez. 2009.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2008.

SODRÉ, Muniz. A ciência do comum: notas para o método comunicacional. Petrópolis, Vozes, 2014.

Publicado
2016-05-02
Como Citar
Néia, L. (2016). Ficção televisiva brasileira e fãs online: mapeamentos e investigações. Comunicação & Educação, 21(1), 155-162. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v21i1p155-162