Estratégias didáticas para o ensino da língua inglesa na educação básica

  • Meirilene Alves Fernandes Universidade La Salle
  • Vera Lucia Felicetti Universidade La Salle
  • Antonio Filipe Maciel Szezecinski Universidade La Salle
Palavras-chave: ensino, aprendizagem, estratégias didáticas, língua inglesa, quatro habilidades

Resumo

O presente artigo investigou diferentes estratégias didáticas baseadas nas quatro habilidades – ouvir, falar, ler e escrever –, podem contribuir para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem da Língua Inglesa no Ensino Fundamental. A pesquisa caracterizou-se por um estudo de caso, de caráter exploratório descritivo e abordagem qualitativa. Após a realização do pré-teste, estratégias didáticas foram desenvolvidas na contação da história de Snow White and the Seven Dwarfs. Após o desenvolvimento das estratégias aplicou-se o pós-teste. A análise realizada no pré-teste, pós-teste e no corpus constituído dos relatórios realizados em cada aula evidenciaram que diferentes estratégias didáticas usadas no ensino do Inglês podem contribuir para a melhoria não somente do processo de aprendizagem dos alunos, mas também do processo de ensino. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Meirilene Alves Fernandes, Universidade La Salle

Mestre em Educação pela Universidade La Salle.

Vera Lucia Felicetti, Universidade La Salle

Coordenadora e professora no curso de Pós-Graduação em Educação da Universidade La Salle e professora no curso de Matemática.

Antonio Filipe Maciel Szezecinski, Universidade La Salle

Doutorando no Programa de Pós-graduação em Educação  da Universidade La Salle.

Referências

ALMEIDA FILHO, José Carlos P. Dimensões comunicativas no ensino de línguas estrangeiras. 8. ed. Campinas: Pontes, 2015.
BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Seção 1, p. 27833.
BRASIL. Medida Provisória nº 746, de 22 de setembro de 2016. Institui a política de fomento à implementação de escolas de Ensino Médio em tempo integral, altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e a Lei nº 11.494, de 20 de junho de 2007, que regulamenta o fundo de manutenção e desenvolvimento da educação básica e de valorização dos profissionais da educação, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 17 fev. 2017. Seção 1, p. 1. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/Mpv/mpv746.htm?. Acesso em: 20 fev. 2018.
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do Ensino Fundamental: Língua estrangeira. Brasília, DF: Ministério da Educação; Secretaria de Educação Fundamental, 1998.
BRITISH COUNCIL. O ensino de inglês na educação pública brasileira. São Paulo: British Council, 2015. Disponível em: https://www.britishcouncil.org.br/sites/default/files/estudo_oensinodo inglesnaeducacaopublicabrasileira.pdf. Acesso em: 9 jan. 2016.
ELLIS, R. Task-based language and teaching. Oxford: Oxford University Press, 2003.
KRASHEN, Stephen D. Principles and practice in second language acquisition. Oxford: Pergamon, 1987.
LADO, Robert. Introdução à linguística aplicada. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1972.
LARSEN-FREEMAN, Diane. Teaching and principles in language teaching. 2. ed. Oxford: Oxford University Press, 1986.
LINDSAY, Paul. Teaching English worldwide: a new practical guide to teaching English. Burlingame: Alta Book Center Publishers, 2000.
MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva. Ijuí: Editora Unijuí, 2007.
OXFORD, Rebecca. Language learning strategies: what every teacher should know. Boston: Heinleand Heinle, 1990.
PAIVA, Vera Lúcia Meneses de Oliveira e. A língua inglesa no Brasil e no mundo. In: PAIVA, Vera Lúcia Meneses de Oliveira e (org.). Ensino de língua inglesa – reflexões e experiências. Campinas: Pontes, 1996. p. 9-29.
PILETTI, Claudino. Didática geral. 11. ed. São Paulo: Ática, 2007.
SANTANA, Givaldo Melo de. Metodologia do ensino-aprendizagem de línguas. São Cristóvão: Universidade Federal de Sergipe; Cesad, 2009.
SOUZA, Maria Gleide Macêdo. A prática pedagógica do professor de língua inglesa nas escolas públicas do Ensino Médio. 2005. 150 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2005.
SPICER-ESCALANTE, Maria Luisa; DEJONGE-KANNAN, Karin. Cultural mismatch in pedagogy workshops: training non-native teachers in communicative language Teaching. Theory and Practice in Language Studies, [S. l.], v. 4, n. 12, p. 2.437-2.444, 2014.
WIDDOWSON, Henry G. Aspects of language teaching. Oxford: Oxford University Press, 1990.
Publicado
2019-05-31
Como Citar
Fernandes, M., Felicetti, V., & Szezecinski, A. (2019). Estratégias didáticas para o ensino da língua inglesa na educação básica. Comunicação & Educação, 24(1), 69-81. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v24i1p69-81