Educomunicação

referências para uma construção metodológica

  • Adilson Odair Citelli Universidade de São Paulo
  • Ismar de Oliveira Soares Universidade de São Paulo
  • Maria Immacolata Vassallo de Lopes Universidade de São Paulo
Palavras-chave: educomunicação, metodologia, teoria, sociotécnicas, cultura

Resumo

Este artigo procura elaborar uma reflexão acerca de desafios teóricos e metodológicos impostos à educomunicação. Enquanto área cujas práticas já estão consagradas nas inúmeras experiências levadas a termo em salas de aula, organizações não governamentais, iniciativas de grupos de pesquisa, publicações acadêmicas e livros, a educomunicação requer atenção mais detida no sentido de pensar seus próprios fundamentos. Nesse sentido, os autores indicam caminhos que podem contribuir para levar adiante essa tarefa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adilson Odair Citelli, Universidade de São Paulo

Professor titular do Departamento de Comunicações e Artes da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).

Ismar de Oliveira Soares, Universidade de São Paulo

Professor titular do Departamento de Comunicações e Artes da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).

Maria Immacolata Vassallo de Lopes, Universidade de São Paulo

Professora titular do Departamento de Comunicações e Artes da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).

Referências

ADORNO, Theodor. Educação e emancipação. 3. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BOURDIEU, Pierre. O campo científico. In: ORTIZ, Renato (org.). A sociologia de Pierre Bourdieu. São Paulo: Ática, 1983. cap. 4, p. 122-155.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Repensando a pesquisa participante. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, p. 27833, 23 dez. 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 6 jan. 2020.

C&E, vinte anos: uma trajetória para consolidar a educomunicação no Brasil. Comunicação & Educação. São Paulo: CCA-ECA-USP, v. 19, n. 1, 2014. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/comueduc/issue/view/6002. Acesso em: 6 jan. 2020.

CITELLI, Adilson. Comunicação e educação: a linguagem em movimento. São Paulo: Editora Senac, 2002.

CITELLI, Adilson. Ensino a distância na perspectiva dos diálogos com a comunicação. Comunicação, Mídia e Consumo, São Paulo, v. 8, n. 22, p. 187-209, 2011.

CITELLI, Adilson. Comunicação e educação: lineamentos culturais e marcas discursivas. In: ROCHA, Rose de Melo; OROFINO, Maria Isabel Rodrigues (org.). Comunicação, consumo e ação reflexiva: caminhos para a educação do futuro. Porto Alegre: Sulina, 2014. p. 151-166.

COMUNICAÇÃO & EDUCAÇÃO: revista do Departamento de Comunicações e Artes da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. São Paulo: CCA-ECA-USP, 1994- . ISSN 0104-6829. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/comueduc/. Acesso em: 6 jan. 2020.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? São Paulo: Paz e Terra, 2013.

GRASSEGGER, Hannes; KROGERUS, Mikael. The data that turned the world upside down. Motherboard, Brooklyn, 28 jan. 2017. Disponível em: https://motherboard.vice.com/en_us/article/mg9vvn/how-our-likes-helped-trump-win. Acesso em: 6 jan. 2020.

LOPES, Maria Immacolata Vassalo de. Proposta de um modelo metodológico para o ensino da pesquisa em comunicação. In: MOURA, Cláudia Peixoto de; LOPES, Maria Immacolata Vassalo de (org.). Pesquisa em comunicação: metodologias e práticas acadêmicas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2016. p. 99-107.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2003.

MATA, Maria Cristina. Comunicación y ciudadanía: problemas teórico-políticos de su articulación. Revista Fronteiras: estudos midiáticos, São Leopoldo, v. 8, n. 1, p. 5-11, 2006.

SÃO PAULO (Cidade). Lei nº 13.941, de 29 de dezembro de 2004. Institui o Programa Educom – Educomunicação pelas ondas do rádio, no Município de São Paulo, e dá outras providências. Diário Oficial do Município de São Paulo, São Paulo, ano 49, n. 243, p. 1, 29 dez. 2004. Disponível em: http://legislacao.prefeitura.sp.gov.br/leis/lei-13941-de-28-de-dezembro-de-2004/detalhe. Acesso em: 6 jan. 2020.

SOARES, Ismar de Oliveira. Gestão comunicativa e educação: caminhos da educomunicação. Comunicação & Educação, São Paulo, n. 23, p. 16-25, 2002.

SOARES, Ismar de Oliveira. Educomunicação: o conceito, o profissional, a aplicação. São Paulo: Paulinas, 2011.

SOARES, Ismar de Oliveira. Educomunicação e educação midiática: vertentes históricas de aproximação entre comunicação e educação. Comunicação & Educação, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 15-26, 2014.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 1985.

THIOLLENT, Michel. Pesquisa-ação nas organizações. São Paulo: Atlas, 1997.

WILLIAMS, Raymond. Cultura. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

ŽIŽEK, Slavoj. Acontecimento: uma viagem filosófica através de um conceito. Rio de Janeiro: Zahar, 2017.

Publicado
2019-12-30
Como Citar
Citelli, A., Soares, I., & Lopes, M. (2019). Educomunicação. Comunicação & Educação, 24(2), 12-25. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v24i2p12-25