Indústria cultural: Bourdieu e a teoria clássica

  • Maria da Graça Jacintho Setton Universidade de São Paulo / Faculdade de Educação
Palavras-chave: televisão, poder simbólico, indústria cultural, telejornalismo, Pierre Bourdieu

Resumo

Este artigo tem como objetivo fazer uma análise do livro de Pierre Bourdieu Sobre a televisão. Trata-se também de uma reflexão que traça um paralelo entre as contribuições deste autor com autores como Adorno/Horkheimer e Edgar Morin, na discussão sobre o fenômeno da indústria cultural. Consideramos que o livro Sobre a televisão é um resgate das leituras teóricas destes autores, atualizando-as ao nomear os mecanismos da dominação a partir do conceito de poder simbólico.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2001-12-30
Como Citar
Setton, M. da G. (2001). Indústria cultural: Bourdieu e a teoria clássica. Comunicação & Educação, (22), 26-36. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v0i22p26-36