Intramuros e extramuros: a aventura do conhecimento!

  • Roseli Fígaro Universidade de São Paulo
Palavras-chave: língua, recepção, comunicação, Quem quer ser um milionário?, Entre os muros da escola.

Resumo

Nas escolas, desconsideram-se tanto o poder da língua como sua forma de conteúdo e de expressão das relações sociais. Fato muito bem exemplificado pelo filme francês Entre os muros da escola, baseado no livro homônimo de François
Bégaudeau. Não compreender o papel da língua leva a definir a comunicação como transmissão de informação, desqualificando o processo de interação entre sujeitos na
construção de sentidos. Tema que também pode ser depreendido na análise do filme do inglês Danny Boyle, Quem quer ser um milionário? O protagonista do filme, o jovem Jamal, torna-se um ganhador porque passa a associar as palavras-chave apresentadas como respostas do jogo do
milhão a fatos de sua experiência pessoal. As palavras não têm significado pelo que representam no jogo, mas porque remetem a sua vida. Ambos os filmes são excelentes
exemplos para o estudo da recepção da comunicação e podem ser fontes de conhecimento a professores e alunos em
sala de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roseli Fígaro, Universidade de São Paulo
Professora doutora na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com pós-doutorado na Universidade de Provence, França. Autora dos livros: Relações de comunicação no mundo do trabalho; Na cena paulista: o teatro amador. Circuito alternativo e popular de cultura (1927-1945); Comunicação e trabalho: estudo de recepção. Pesquisadora do grupo de pesquisa do Arquivo Miroel Silveira e do grupo de pesquisa Comunicação e Trabalho ECA-USP/CNPq.
Publicado
2009-08-30
Como Citar
Fígaro, R. (2009). Intramuros e extramuros: a aventura do conhecimento!. Comunicação & Educação, 14(2), 7-14. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9125.v14i2p7-14
Seção
Apresentação