A Residência Franco de Mello em três tempos: da domesticidade belle époque ao Centro de Cultura, Memória e Estudos da Diversidade Sexual do Estado de São Paulo

  • Joana Mello de Carvalho e Silva Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, São Paulo
  • Pedro Beresin Schleder Ferreira Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, São Paulo
  • Camila Raghi Centro de Estudos da Conservação Integrada, Olinda, Pernambuco
  • Eduardo Ferroni Escola da Cidade, São Paulo, São Paulo
  • Pablo Hereñu Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, São Paulo
Palavras-chave: Restauração, Ecletismo, Avenida Paulista

Resumo

As novas instalações do Centro de Cultura, Memória e Estudos da Diversidade Sexual do Estado de São Paulo serão implantadas junto a um dos últimos remanescentes da arquitetura residencial que marcou a paisagem da Avenida Paulista, hoje um eixo urbano consolidado, espaço público por excelência de profundo significado político e cultural. Seu projeto dialoga com os desafios da cidade e sociedade contemporâneas e com a história da cidade, da arquitetura e da família. Por isso, o presente artigo recupera a história da Residência Franco de Mello, indicando os seus usos e vivências; a autenticidade de seus elementos; as alterações, reformas e ampliações, bem como a sua ambientação urbana, informações estas que subsidiaram as decisões dos projetos de arquitetura, paisagismo e restauro também aqui apresentados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joana Mello de Carvalho e Silva, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, São Paulo
Arquiteta e Urbanista formada pela FAU-USP (1997), mestre pela EESC-USP (2005) e doutora em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo pela FAU-USP (2010). Professora da Escola da Cidade desde 2003 e do Departamente de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAU-USP desde 2013. Endereço eletrônico: joana-mello@usp.br
Pedro Beresin Schleder Ferreira, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, São Paulo

Arquiteto e Urbanista formado pela Escola da Cidade – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (2013). Mestrando pela FAU-USP em História e Fundamentos da Arquitetura, do Urbanismo e da Urbanização.

Camila Raghi, Centro de Estudos da Conservação Integrada, Olinda, Pernambuco
Arquiteta e Urbanista formada pela FAU-UFPR (2004), especialista em conservação e restauração de monumentos históricos pelo Curso de Especialização em Conservação e Restauração de Monumentos e Sítios Históricos (XIV CECRE – UFBA/UNESCO) (2006) e em gestão de obras de restauro pelo Centro de Estudos da Conservação Integrada (2008).
Eduardo Ferroni, Escola da Cidade, São Paulo, São Paulo
Arquiteto e Urbanista pela FAU-USP (2001) e mestre pela mesma instituição (2008). Titular da empresa Hereñú+Ferroni Arquitetos desde 2002. Professor de projeto na Escola da Cidade, São Paulo, desde 2002.
Pablo Hereñu, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, São Paulo
Arquiteto e Urbanista pela FAU-USP (2001), mestre (2007) e doutorando pela mesma instituição. Titular da empresa Hereñú+Ferroni Arquitetos desde 2002. Professor de projeto na Escola da Cidade, São Paulo, desde 2002 e Professor Visitante da Universidade da Florida – EUA desde 2007.
Publicado
2015-12-29
Como Citar
Silva, J., Ferreira, P., Raghi, C., Ferroni, E., & Hereñu, P. (2015). A Residência Franco de Mello em três tempos: da domesticidade belle époque ao Centro de Cultura, Memória e Estudos da Diversidade Sexual do Estado de São Paulo. Revista CPC, (20), 36-77. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i20p36-77
Seção
Conservação e Restauração