A restauração de monumentos históricos na França após a Revolução Francesa e durante o século XIX: um período crucial para o amadurecimento teórico

  • Beatriz Mugayar Kühl Universidade de São Paulo; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo; Departamento de História da Arquitetura e Estética
Palavras-chave: Monumentos históricos, Restauração, França século XIX

Resumo

O texto trata da preservação dos monumentos históricos na França no período que se segue à Revolução Francesa e durante o século XIX. A reação ao "vandalismo" revolucionário, que ameaçava destruir parte significativa da herança artística do país, resultou em incipientes providências oficiais visando à tutela de monumentos históricos. No decorrer do século XIX, sucederam- se variados tipos de experiências, com êxitos distintos, para fazer face ao problema. Sobressaem os importantes passos dados no país para a efetivação da restauração como campo disciplinar, a formulação de preceitos teóricos para guiar as intervenções, o estabelecimento e consolidação da práxis do restauro, a formação de corpos profissionais dedicados ao campo, a criação de leis para a tutela dos monumentos históricos e o estabelecimento de serviços públicos especificamente dedicados a esse fim. A rica experiência francesa no período lançou importantes bases para a fundamentação da restauração como entendida atualmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2007-04-01
Como Citar
Kühl, B. (2007). A restauração de monumentos históricos na França após a Revolução Francesa e durante o século XIX: um período crucial para o amadurecimento teórico . Revista CPC, (3), 110-144. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i3p110-144
Edição
Seção
Conservação e Restauração