Monumentos da cidade de São Paulo: formas de alteração e conservação

  • Aranda Calió dos Reys Instituto de Geociências
  • Eliane Aparecida Del Lama Instituto de Geociências
  • Lauro Kazumi Dehira Instituto de Pesquisas Tecnológicas
Palavras-chave: Conservação, Monumentos, São Paulo

Resumo

Monumentos históricos são parte do patrimônio cultural de um povo ou de uma nação, servindo como elo entre o presente e o passado. A sua manutenção e conservação deve ser realizada, para que as pessoas que os cercam possam de alguma forma usufruí- los e preservá- los para as gerações futuras. A forma mais eficaz de preservação do patrimônio cultural é através da educação patrimonial, na qual a população adquire consciência de seu papel de salvaguarda de suas relíquias. O intemperismo das rochas é um processo natural, mesmo nos monumentos históricos. Contudo, sua velocidade vem aumentando consideravelmente em função da crescente poluição da atmosfera urbana, que favorece a degradação dos materiais rochosos dos monumentos. A presente pesquisa objetivou a identificação e análise dos tipos e das formas de alteração, degradação e das intervenções já realizadas nos monumentos do "Centro Velho de São Paulo" e adjacências. A análise do estado de conservação dos monumentos foi realizada por meio de um levantamento das morfologias de alteração das obras que foram avaliadas macroscópica e microscopicamente. Para tanto, utilizaram- se análises de microscopia eletrônica de varredura (MEV), difratometria de raios X (DRX) e microscopia petrográfica. Durante as vistorias em campo, constatou- se a existência de níveis diferenciados de degradação e de feições de intemperismo, que foram catalogados e analisados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2008-04-01
Como Citar
Reys, A., Lama, E., & Dehira, L. (2008). Monumentos da cidade de São Paulo: formas de alteração e conservação . Revista CPC, (5), 93-122. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i5p93-122
Edição
Seção
Conservação e Restauração