Princípios e aplicações de espectroscopia de fluorescência de Raios X (FRX) com instrumentação portátil para estudo de bens culturais

  • Marco Ferretti Istituto per le Tecnologie Applicate ai Beni Culturali; CNR
  • Regina Andrade Tirello Universidade Estadual Campinas; Faculdade de Engenharia Civil. Arquitetura e Urbanismo
Palavras-chave: FRX, Análises não destrutivas, Metais de interesse cultural

Resumo

Há cerca de meio século a espectroscopia de fluorescência de raios X (FRX) é uma das técnicas chave no estudo dos materiais de interesse cultural. Pelo menos três razões justificam sua aplicabilidade: a) Trata- se de uma técnica elementar, que permite a identificação dos materiais componentes de um objeto, como também o estudo de sua proveniência e tecnologias de fabricação; b) Não é destrutiva, prestando- se à analise de objetos únicos e de grande relevância artística; c) Adequa- se à instrumentação portátil, o que possibilita seu emprego no interior de museus e de laboratórios de restauro para análise de obras de difícil locomoção, por serem frágeis ou de grandes proporções. Com particular ênfase para os instrumentos portáteis este artigo discute os aspectos gerais da técnica FRX no âmbito de suas possibilidades de emprego e da metodologia de uso. Destaca a particular eficácia do espectrômetro como instrumento adequado para efetuar uma rápida e eficiente seleção preliminar dos materiais que compõem os objetos, que podem vir posteriormente a ser analisados com outras técnicas de caracterização mais sofisticadas. Apresentam- se ainda três estudos de caso sobre análises de ligas de cobre em manufatos antigos: a porta bizantina da Basilica di San Paolo Fuori Mura, em Roma; os objetos do Deposito de Trèstina e as moedas tardo- romanas do Tesouro de Misurata. Demonstra- se que no estudo destes objetos, apesar de não terem sido realizadas medidas quantitativas, foi possível obter de modo não destrutivo dados importantes a respeito das características de algumas partes da estrutura original das peças mencionadas, como é o caso das moedas romanas, sobre as quais as análises fundamentaram importantes estudos históricos que trouxeram novas e relevantes informações a respeito das políticas monetárias da época.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-04-01
Como Citar
Ferretti, M., & Tirello, R. (2009). Princípios e aplicações de espectroscopia de fluorescência de Raios X (FRX) com instrumentação portátil para estudo de bens culturais . Revista CPC, (7), 74-98. https://doi.org/10.11606/issn.1980-4466.v0i7p74-98
Edição
Seção
Conservação e Restauração