Produzindo modos de pesquisar em clínicas do trabalho

  • Cibele Vargas Machado Moro Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Fernanda Spanier Amador Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Clínicas do trabalho, Atividade, Pesquisa

Resumo

Este artigo aborda aspectos relativos à especificidade da pesquisa em clínicas do trabalho, notadamente, a pesquisa que discute o trabalho enquanto atividade no escopo da abordagem da clínica da atividade. Para tanto, trata-se, inicialmente, de clínica, de clínicas do trabalho e de pesquisa em clínica do trabalho. A seguir, são tecidas considerações a respeito da dialogia e da cartografia em clínica da atividade e, ao final, apresentam-se aspectos referentes ao percurso experimentado pelas pesquisadoras no âmbito de uma pesquisa realizada com gestores operacionais de uma empresa pública brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cibele Vargas Machado Moro, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Psicóloga, mestre em Psicologia Social e Institucional.

Fernanda Spanier Amador, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Psicóloga, doutora em Educação, professora do Departamento de Psicologia Social e Institucional do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Publicado
2017-12-30
Como Citar
Moro, C., & Amador, F. (2017). Produzindo modos de pesquisar em clínicas do trabalho. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, 20(2), 99-110. https://doi.org/10.11606/issn.1981-0490.v20i2p99-110
Seção
Artigos Originais