Vestes que falam: a tecelagem e as personagens femininas dos poemas homéricos

Palavras-chave: Sociedade homérica, personagens femininas, tecelagem

Resumo

O objetivo desse artigo é mostrar de que forma as vestes são apresentadas na sociedade homérica. Podemos observar que a tecelagem, sendo um trabalho exclusivamente feminino em Homero, é importante para que as mulheres obtenham prestígio e fama. A Odisseia nos mostra que o oferecimento de roupas como presente era uma etapa importante na cena típica de hospitalidade, consolidando os laços existentes entre anfitrião e hóspede. Por fim, argumentamos que na narrativa homérica a vestimenta possui capacidade de comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lilian Amadei Sais, FFLCH-USP
Doutoranda em Letras Clássica (DLCV-FFLCH-USP)

Referências

BERGREN, A. L. T. “Language and the female in early Greek thought.” Arethusa 16, pp. 69-95, 1983.

DUARTE, A. S. Cenas de reconhecimento na poesia grega. Campinas: Editora Unicamp, 2012.

FLETCHER, J. “Women’s space and wingless words in the Odyssey.” Phoenix, Vol. 62, no. 1/ 2, pp. 77-91, 2008.

JONG, I. J. F de. A narratological commentary on the Odyssey. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.

LOURENÇO, F. Ilíada. Lisboa: Ed Cotovia, 2005.

_____________. Odisséia. Lisboa: Ed. Cotovia, 2003.

MUELLER, M. “Helen’s Hands: weaving for Kléos in the Odyssey.” Helios, Vol. 37, No. 1, pp. 1- 21, 2010.

PEDRICK, V. “The hospitality of noble women in the Odyssey.” Helios 15, pp. 85-101, 1988.

Publicado
2015-12-09
Como Citar
Sais, L. (2015). Vestes que falam: a tecelagem e as personagens femininas dos poemas homéricos. Revista Criação & Crítica, (15), 7-19. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0i15p7-19
Seção
Artigos