“UMA PAIXÃO DO NEUTRO”: RELAÇÕES ENTRE NEUTRO E SUBJETIVIDADE

  • Arthur Dantas Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Palavras-chave: Roland Barthes, Neutro, Subjetividade, Curso, Desejo

Resumo

Em sua aula inaugural da cadeira de Semiologia Literária do Collège de France, Roland Barthes afirma que um ensino como o praticado pela instituição deve admitir sempre uma fantasia. Em seu segundo curso ministrado, O neutro (1977-1978), Barthes reafirma o compromisso de colocar a aula sempre à disposição de um desejo: “Lembrar aula inaugural: promessa de que a cada ano o curso, a pesquisa, partiria claramente de uma fantasia pessoal. Em resumo: desejo o Neutro, logo postulo o Neutro. Quem deseja postula (alucina)” (BARTHES, 2003, p. 30). Ora, como desejo (desejo de neutro), o neutro pressupõe um sujeito que, a priori, talvez, pudesse negá-lo, impossibilitando-o constituir-se como neutro, tendo em vista que, da maneira como Barthes o postula, o neutro seria a suspensão de qualquer paradigma (qualquer imposição arrogante de sentido, mesmo atrelada à uma edificação subjetiva). A definição do neutro como desejo não exclui, entretanto, a presença do sujeito. Sendo assim, o trabalho pretende investigar como o neutro e esse sujeito que o deseja estão relacionados, quais as implicações que isso acarreta para a postulação do “objeto” feito por Barthes durante o curso e como esse neutro está presente (ou se deseja que esteja presente) na vida do próprio sujeito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arthur Dantas Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Mestrando em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Referências

BARTHES, Roland. Aula: aula inaugural da cadeira de semiologia literária do Colégio de França. Tradução de Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Cultrix, 2007.

BARTHES, Roland. O neutro: anotações de aulas e de seminários ministrados no Collège de France,1976-1977. Organização de Thomas Clerc. Tradução de Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

Publicado
2015-12-30
Como Citar
Silva, A. (2015). “UMA PAIXÃO DO NEUTRO”: RELAÇÕES ENTRE NEUTRO E SUBJETIVIDADE. Revista Criação & Crítica, (spe), 45-48. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0ispep45-48