Falar em língua abolida: a tradução de Desglaç de Maria-Mercè Marçal para o português

  • Meritxell Hernando Marsal Universidade Federal de Santa Catarina
  • Beatriz Regina Guimarães Barboza Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Maria-Mercè Marçal, Poesia Lésbica, Poesia Catalã, Tradução

Resumo

Este trabalho tem como objetivo apresentar aspectos da poética e escrita ensaística de Maria-Mercè Marçal para abordar a interpretação e tradução de poemas seus dedicados às relações lésbicas, presentes no livro Desglaç (1989). Considerando sua importância tanto como poeta catalã e como pela qualidade de sua literatura, buscamos expor brevemente algumas das dimensões de suas reflexões e de seus versos sobre o tema, recorrendo aos seus próprios escritos (2004) e aos de Llüisa Julià (2001) para tal. Com essas leituras e outras mais, a tradução a quatro mãos entre acadêmicas, uma catalã e a outra brasileira, teve nessa prática um gesto que ecoa as próprias propostas feministas de Marçal. Desse modo, reconhece-se que este artigo pode ser tanto fértil por apresentar uma autora que trouxe à visibilidade a sexualidade lésbica através de uma complexa obra poética, quanto por ter oportunidade de relacionar seus critérios de tradução, tendo em vista seu diálogo com a tradição literária e as peculiaridades do catalão com relação ao português.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Meritxell Hernando Marsal, Universidade Federal de Santa Catarina
Professora do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras e do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução. E-mail: meritxellhmarsal@gmail.com
Beatriz Regina Guimarães Barboza, Universidade Federal de Santa Catarina
Discente do Mestrado em Estudos da Tradução (PGET-UFSC). E-mail: beatriz.r.guimaraes@gmail.com

Referências

BANDEIRA, Manuel. "Versificação em Língua Portuguesa", In: Enciclopédia Delta-Larousse, v. 6, Rio de Janeiro: Delta, 1964.

BERMAN, Antoine. A tradução e a letra ou o albergue do longínquo. Tradução de Marie-Hélene C. Torres, Mauri Furlan, Andréia Guerini. Tubarão: Copiart; Florianópolis: PGET/UFSC, 2a ed., 2013.

CLIMENT, Laia. “Sal oberta a la paraula. El discurs de la corporalitat en la poética marçaliana”. Rels, Tortosa, 8, p. 28-37, 2006. Disponível em: http://projectetraces.uab.cat/tracesbd/rels/2006/rels_a2006mhivernn8p28.pdf. Acesso em: 05 set. 2017.

FERNÀNDEZ, Josep-Anton. “Subversió, transició, tradició: política i subjectivitat a la primera posia de Maria-Mercè Marçal”. Lectora, Barcelona, 10, p. 201-216, 2004. Disponível em: http://revistes.ub.edu/index.php/lectora/article/view/7075. Acesso em: 07 set. 2017.

GODAYOL, Pilar. “‘I like women’: regarding feminine affinities in translation”. In: FLOTOW, Luise von (Org.). Translating Women. Ottawa: University of Ottawa Press, 2011, p. 119–134.

JULIÀ, Lluïsa. “Introducció”. In: MARÇAL, Maria-Mercè. Contraban de llum. Antologia poètica. Barcelona: Proa, 2001, p. 5-54.

MARÇAL, Maria-Mercè. Contraban de llum. Antologia poètica. Barcelona: Proa, 2001.

MARÇAL, Maria-Mercè. Sota el signe del drac. Proses 1985-1997. Barcelona: Proa, 2004.

MARÇAL, Maria-Mercè. Llengua abolida — Poesia Completa 1973–1998. Edicions 62: Barcelona, 2017.

RIBA, Caterina. L’obra poètica de Maria-Mercè Marçal. Una aproximació des dels estudis de gènere i la literatura comparada. 2012. 318 f. Tese de Doutorado (Programa de Doutorado Tradução, Línguas e Literaturas). Universitat de Vic, Vic, 2012. Disponível em: http://www.tesisenred.net/bitstream/handle/10803/94518/tesdoc_a2012_riba_caterina_obra.pdf?sequence=1. Acesso em: 05 set. 2017.

VICEDO, Noelia Diaz. “Maria-Mercè Marçal: an exploration of feminine poetics in the work of a late 20th century catalan poet”. 2003. 117 f. Trabalho de Mestrado (Mestrado em Estudos sobre a Mulher nas Humanidades). York University e Universitat d’Alacant. Disponível em:<https://ieg.ua.es/es/documentos/publicaciones/cuadernos-de-trabajos-de-investigacion/9-maria-merce-marcal.pdf>. Acesso em: 13 de de setembro de 2017.

ZIMMERMANN, Marie-Claire. “Lectura de un poema de Desglaç: l’art de Maria Mercè Marçal”. Reduccions, Vic, 89-90, p. 274-286, 2008. Disponível em: http://www.raco.cat/index.php/Reduccions/article/view/90292. Acesso em: 08 set. 2017.

Publicado
2018-04-20
Como Citar
Marsal, M., & Barboza, B. R. (2018). Falar em língua abolida: a tradução de Desglaç de Maria-Mercè Marçal para o português. Revista Criação & Crítica, (20), 137-151. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0i20p137-151
Seção
Artigos