Entre a ironia e o trágico

Da poesia de Mourid Barghouti e Samih Alqasim

Autores

  • William Diego Montecinos Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0ispep83-95

Palavras-chave:

Tradução poética, Literatura Árabe, Poesia Palestina Moderna

Resumo

Este artigo medita sobre o verso árabe moderno buscado em nossa tradução ao português brasileiro às vezes menos colada à literalidade e mais atenta a tons de expressão do vernáculo. Traduzem-se os poemas “As tribos”, “Guardas” e “Um oficial”, do poeta palestino Mourid Barghouti (1944-), e dos poemas “Você sabe o quanto te amamos”, “Não é culpa sua” e “Morcegos”, do também palestino Samih Alqasim (1939-2014).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

JAYYUSI, S.K. Anthology of Modern Palestinian Literature. New York: Columbia University Press, 1992.

SCHNAIDERMAN, B. Tradução, ato desmedido. São Paulo: Perspectiva, 2011.

SLEIMAN, M. et al. “Dez poemas da Palestina”. Tiraz, São Paulo, n. 8, ano VIII, p. 104, 106-107, 2016.

Downloads

Publicado

2020-09-04

Como Citar

Montecinos, W. D. (2020). Entre a ironia e o trágico: Da poesia de Mourid Barghouti e Samih Alqasim. Revista Criação & Crítica, (spe), 83-95. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0ispep83-95