A questão do primitivismo e a representação dos povos indígenas em Antonio Candido

Palavras-chave: Antonio Candido, Primitivismo, Povos indígenas

Resumo

Este artigo analisa os usos dos termos primitivo e primitivismo em diversos textos de Antonio Candido, dos anos 1950 aos anos 1980, em sua relação com os povos indígenas do Brasil. Nesses textos, os termos assumem um caráter polissêmico e instável que será comentado, apresentando reflexões teóricas sobre seu significado para o pensamento do ocidente e para a compreensão da arte moderna. O artigo busca, dessa forma, explicitar pressupostos teóricos e ideológicos que estruturam a obra do crítico e sua concepção ampla da cultura brasileira, em sua relação histórica com os povos indígenas do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Octávio Cardoso, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Doutorando em Teoria Literária na UNICAMP

Referências

ASSIS, Machado de. “Notícia da atual literatura brasileira. Instinto de Nacionalidade.” Disponível em http://machado.mec.gov.br/obra-completa-lista/item/109-noticia-da-atual-literatura-brasileira-instinto-de-nacionalidade. Acesso em 24/01/2020.
BROWN, Tony C. The primitive, the aesthetic, and the savage: an enlightenment problematic. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2012.
CANDIDO, Antonio. A educação pela noite e outros ensaios. São Paulo: Editora Atica, 1987. (Série Temas ; Estudos literários, v. 1).
CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos 1750-1880. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2013.
CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade: estudos de teoria e história literária. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2011a.
CANDIDO, Antonio. Vários escritos. 2. ed. São Paulo: Livraria Duas Cidades, 1977.
CANDIDO, Antonio. Vários escritos. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2011b.
DE MELO, Alfredo Cesar Barbosa. Antropófagos devorados e seus desencontros: da “formação” à “inserção” da literatura brasileira. Literatura e Sociedade, v. 21, n. 22, p. 42–54, 2016.
HARRISON, Charles; FRASCINA, Francis; PERRY, Gill. Primitivismo, Cubismo, Abstração: Começo do século XX. Tradução Otacílio Nunes. São Paulo: Cosak & Naify, 1998. (Arte moderna: Práticas e debates).
MORAES, Anita Martins Rodrigues De. Para além das palavras: representação e realidade em Antonio Candido. 1a edição ed. São Paulo, Brazil: Editora Unesp, 2015.
NATALI, Marcos Piason. Além da literatura. Literatura e sociedade, v. 11, n. 9, p. 30–43, 2006.
RUBIN, William (Org.). “Primitivism” in 20th century art: affinity of the tribal and the modern. New York : Boston: Museum of Modern Art ; Distributed by New York Graphic Society Books, 1984.
SÁ, Lúcia. Literaturas da floresta: textos amazônicos e cultura latino-americana. Tradução Maria Ignez França. [S.l.]: EdUERJ, 2012.
TORGOVNICK, Marianna. Gone primitive: savage intellects, modern lives. Chicago: Univ. of Chicago Press, 1997.
Publicado
2020-06-09
Como Citar
Cardoso, R. (2020). A questão do primitivismo e a representação dos povos indígenas em Antonio Candido. Revista Criação & Crítica, 1(26), 55-70. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v1i26p55-70