Aqui tem coisa: Georges Perec e a Arte Contemporânea

  • Manlio Speranzini Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas; Departamento de Letras Modernas
Palavras-chave: Perec, coisas, arte contemporânea, Firman, Les choses.

Resumo

O texto explora a relação da obra do escritor francês Georges Perec (1936 – 1982) com a Arte Contemporânea por meio do seu livro Les Choses – une histoire des années soixante, e da obra Gathering de Daniel Firman (1966), apresentada na exposição “regarde de tous tes yeux, regarde”, l’art contemporain de Georges Perec. Busca-se assim o entendimento do campo de atrações mútuas dessas obras por meio de certo ‘valor fotográfico’ capaz de ‘tornar visível o que não é necessariamente da ordem do visível’; pelo foco no desimportante na relação com o cotidiano; e por um tipo de construção expressiva que explicitaria o vazio e a falta de sentido nas relações do indivíduo com as coisas do mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-10-15
Como Citar
Speranzini, M. (2009). Aqui tem coisa: Georges Perec e a Arte Contemporânea. Revista Criação & Crítica, (3), 144-159. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v2i3p144-159
Edição
Seção
Artigos