O Pesadelo de um Milhão de Coisas - a escrita da alucinação em Flaubert e Perec

  • Carolina Augusto Messias Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas; Departamento de Letras Modernas
Palavras-chave: Gustave Flaubert, Georges Perec, descrição, alucinação

Resumo

Partindo da discussão da descrição flaubertiana em L´Éducation sentimentale, este artigo visa apresentar a análise de alguns procedimentos literários que compõem uma escrita da alucinação nesse romance e a forma como Georges Perec retrabalha essa questão em seu Les choses. Com isso, pretende-se ilustrar o importante papel que os objetos têm nos dois romances, adquirindo um “valor-ação” em Flaubert, devido ao trabalho com verbos de ação ligados aos objetos e sendo personagens de uma “descrição narrativa” em Perec, em sua re-escritura que questiona os limites entre o descritivo e o narrativo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-10-15
Como Citar
Messias, C. (2009). O Pesadelo de um Milhão de Coisas - a escrita da alucinação em Flaubert e Perec. Revista Criação & Crítica, (3), 129-143. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v2i3p129-143
Edição
Seção
Artigos