Proust e a questão do "je"

Autores

  • Carla Cavalcanti e Silva Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v3i4p119-132

Palavras-chave:

Manuscritos, notas, composição, caderno 53, caderno 55, escrita pessoal.

Resumo

A partir da leitura dos cadernos 53 e 55, ambos dedicados à composição do romance A prisioneira, elencamos um conjunto de notas que ressuscitam uma antiga discussão da crítica com relação ao “je” proustiano, muitas vezes confundido como portador de traços autobiográficos. O objetivo deste artigo é percorrer a elaboração dessa primeira pessoa na carreira literária do escritor para demonstrar que o uso do “je” não se operou de forma espontânea na obra proustiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-04-15

Como Citar

Silva, C. C. e. (2010). Proust e a questão do "je". Revista Criação & Crítica, (4), 119-132. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v3i4p119-132

Edição

Seção

Artigos