O pensador e o filósofo - A experiência (auto)biográfica da filosofia na filosofia e na literatura

  • Marcos Daniel Camolezi Universidade de São Paulo
Palavras-chave: experiência, (auto)biografia, memória, linguagem, atitude filosófica

Resumo

Este artigo busca discutir as possibilidades do relato (auto)biográfico de uma experiência filosófica. Através da colocação de problemas acerca da relação sujeito-objeto, da distinção entre fenômeno e coisa-em-si, das condições da memória e das limitações da linguagem, é mobilizada, em primeiro lugar, uma discussão propriamente filosófica a respeito do conhecimento da experiência humana. A base orgânica desta discussão encontra-se no bergsonismo, a partir do qual, em segundo lugar, a literatura é concebida como horizonte de expressão da experiência e do tempo. Não se trata, no entanto, apenas de uma análise de textos, mas, antes, da problematização da própria capacidade do relato (auto)biográfico de abarcar uma experiência tão complexa quanto a filosófica. O relato, enquanto imagem buscada na memória e enquanto linguagem, parece estar aquém ou além da própria experiência e, portanto, testemunhar uma distância entre o pensador e sua própria dinâmica interna.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-04-15
Como Citar
Camolezi, M. (2010). O pensador e o filósofo - A experiência (auto)biográfica da filosofia na filosofia e na literatura. Revista Criação & Crítica, (4), 141-158. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v3i4p141-158
Edição
Seção
Artigos