Entre Huayronqos e Ayawantus: o ciclo de vida e morte no projeto literário de José María Arguedas

Autores

  • Roseli Barros Cunha Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v3i5p19-35

Palavras-chave:

José María Arguedas, mitos, cultura, morte, literatura latino-americana, transculturação narrativa.

Resumo

Tomando por base dados biográficos e da produção intelectual de José María Arguedas, que vivenciou e estudou os mitos da cultura indígena andina relacionados ao ciclo de vida e morte, exploraremos aqui este tema em alguns de seus escritos etnográficos e nos romances Los ríos profundos (1958) e El zorro de arriba y el zorro de abajo (1971), vinculando-o ao projeto literário do peruano e à abordagem crítica de Ángel Rama em Transculturación narrativa en América Latina (1982).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-10-15

Como Citar

Cunha, R. B. (2010). Entre Huayronqos e Ayawantus: o ciclo de vida e morte no projeto literário de José María Arguedas. Revista Criação & Crítica, (5), 19-35. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v3i5p19-35

Edição

Seção

Artigos