O que é um nome? A ressureição do autor em Autobiografia de minha mãe, de Jamaica Kincaid

  • Luciano Cabral da Silva
Palavras-chave: Autoria, Escrita autobiográfica, Jamaica Kincaid, Autobiografia de minha mãe

Resumo

Procurando acabar de vez com uma metodologia dos estudos literários que privilegiava a busca da origem de um texto, ou seja, de uma resposta única, uma interpretação final, Roland Barthes declara que o autor deve morrer. Para ele, a literatura cria vozes; porém, nenhuma delas é a do autor. Por outro lado, Philippe Lejeune defende que, quando se trata de escrita autobiográfica, a presença do autor deve ser sentida e, inclusive, esperada. Por este motivo, os estudos literários podem adotar tanto a perspectiva de Barthes quanto a de Lejeune. Este artigo pretende analisar o livro The Autobiography of my Mother, de Jamaica Kincaid, com base nestas duas perspectivas. Se, por um lado, Xuela, a protagonista, pode ser lida textualmente apenas, por outro lado, ela pode ser nomeada e renomeada até que Kincaid ressurja.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Cabral da Silva
Mestrando em Literaturas de Língua Inglesa (UERJ) e bolsista CNPq. Membro da linha de pesquisa "A voz e o olhar do outro" e membro do grupo de pesquisa "O medo como prazer estético".

Referências

BARTHES, R. “The Death of the Author” (1968), pp. 1-6. Available at http://www.tbook.constantvzw.org/wp-content/death_authorbarthes.pdf. Last accessed on January 24th, 2014.

BORGES, J. L. O Livro de Areia. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

CELLINI, Benvenuto. Vita (1562). Available at http://www.gutenberg.org/dirs/etext03/7clln10h.htm. Last accessed on January 24th, 2014.

GILMORE, L. The Limits of Autobiography: Trauma and Testimony. Ithaca; London: Cornell UP, 2001.

HALL, S. The Question of Cultural Identity. In: Modernity: An Introduction to Modern Societies. Oxford: Blackwell Publishing, 2007.

HALL, S. A Identidade Cultural na Pós-Modernindade. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

KINCAID, J. The Autobiography of my Mother. New York: Plume / Penguin Group, 1997.

LEJEUNE, P. “The Autobiographical Pact” (1975), p. 3-30. Available on: <https://edocs.uis.edu/Departments/LIS/Course_Pages/LNT501/RN/Rosina's_onground_course_storage/Rosina's_LNT_501_Readings/On%20Autobiography%20pp3-30%20%20by%20Philippe%20Lejeune.pdf>. Last accessed on January 23th, 2013.

SHAKESPEARE, W. The Complete Works of William Shakespeare. London: Wordsworth Editions, 1996.

SMITH, S.; WATSON, J. Reading Autobiography: A Guide for Interpreting Life Narratives. Minneapolis: The University of Minnesota Press, 2010 .

Publicado
2014-06-09
Como Citar
Silva, L. (2014). O que é um nome? A ressureição do autor em Autobiografia de minha mãe, de Jamaica Kincaid. Revista Criação & Crítica, (12), 44-52. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0i12p44-52
Seção
Artigos