“Posso roubar as suas frases?": Modernistas brasileiros debatem o tema da autoria

  • Marcia Regina Jaschke Machado Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Palavras-chave, autoria, influência, plágio, Modernismo, Mário de Andrade

Resumo

O tema da autoria foi exaustivamente debatido por intelectuais modernistas brasileiros, principalmente ao longo dos anos de 1920. O que podemos chamar de busca por personalidade autoral de estilos modernos era frequentemente associada às noções de influência e plágio. Este artigo tem por objetivo, portanto, apresentar esse debate em textos publicados na época e em cartas trocadas entre Mário de Andrade e alguns de seus interlocutores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcia Regina Jaschke Machado, Universidade Federal de Viçosa

Doutora em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo. Atualmente é bolsista PNPD/CAPES na área de Estudos Literários no Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Viçosa.

Referências

ANDRADE, Mário de. “A escrava que não é Isaura”. In: Obra imatura. 2ª ed. São Paulo, Brasília, Martins, INL, 1972.

ANDRADE, Mário de. Táxi e crônicas no Diário Nacional. Estabelecimento de texto, introdução e notas Telê Porto Ancona Lopez. São Paulo, Duas Cidades, Secretaria da Cultura, Ciência e Tecnologia, 1976.

ANDRADE, Mário de. Macunaíma o herói sem nenhum caráter. Edição crítica e coordenação Telê Porto Ancona Lopez. Paris, Brasília, Association Archives de la Littérature latino-américaine, des Caraïbes et africaine du Xxe siècle, CNPq, 1988.

ANDRADE, Mário de e ANDRADE, Carlos Drummond de. Carlos & Mário: Correspondência completa entre Carlos Drummond de Andrade e Mário de Andrade. Organização e pesquisa icinográfica Lélia Coelho Frota, prefácio e notas Silviano Santiago. Rio de Janeiro, Bem-te-vi, 2003.

ANDRADE, Mário e BANDEIRA, Manuel. Correspondência Mário de Andrade & Manuel Bandeira. Organização, introdução e notas Marcos Antonio de Moraes. 2ª ed. São Paulo, Editora da Universidade de São Paulo, 2001.

CASCUDO, Luís da Câmara e ANDRADE, Mário de. Câmara Cascudo e Mário de Andrade: cartas 1924-1944. Pesquisa documental, iconográfica, estabelecimento de texto de notas (organizador) Marcos Antonio de Moraes; ensaio de abertura Anna Maria Cascudo Barreto; prefácio Diógenes da Cunha Lima; Introdução Ives Gandra da Silva Martins. São Paulo, Global, 2010.

KLAXON: mensário de arte moderna. Edição fac-similar, São Paulo: Livraria Martins, 1972 (1922-1923), n. 1, p. 3.

MELLO E SOUZA, Gilda. O tupi e o alaúde: uma interpretação de Macunaíma. São Paulo, Duas Cidades, 1979.

MORAES, Rubens Borba de. Domingo dos séculos. Edição Fac-similada. Apresentação José Mindlin. São Paulo, Oficina do Livro Rubens Borba de Moraes, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2001.

NOGUEIRA, Maria Guadalupe Pessoa. Edição anotada da correspondência Mário de Andrade e Renato de Almeida. Dissertação de mestrado, Programa de Teoria Literária e Literatura Comparada, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2003.

Publicado
2014-06-09
Como Citar
Machado, M. (2014). “Posso roubar as suas frases?": Modernistas brasileiros debatem o tema da autoria. Revista Criação & Crítica, (12), 120-134. https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v0i12p120-134
Seção
Artigos