[1]
Gama, M. 2010. Quebra de contrato - transparência e opacidade do discurso historiográfico. Revista Criação & Crítica. 4 (abr. 2010), 249-257. DOI:https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v3i4p249-257.