[1]
Forster, G. da S. 2012. O Lobo da Estepe: uma escritura selvagem. Revista Criação & Crítica. 9 (nov. 2012), 111-127. DOI:https://doi.org/10.11606/issn.1984-1124.v5i9p111-127.