Parque Industrial, de Patrícia Galvão: cartografia feminista na São Paulo em modernização

  • Ludimila Moreira Menezes Universidade de Brasília (UNB)
Palavras-chave: Literatura brasileira, Modernidade, Feminismo, Antropofagia

Resumo

A contemporaneidade do romance em suas ressonâncias feministas permite pensar as personagens mulheres a partir de um processo múltiplo de interações e insurgências que se contrapõe com a realidade chapada e uniforme de personagens resignadas com o devir de opressão ofertada pelo capitalismo. Com provocações, que confrontam de imediato teleologias e racismos, o romance, margeado pela crítica comunista, se vale de uma memória emocional para romper com o esquema pedagógico pleiteado pelo partido comunista e desferir suas histórias repletas do agora difícil, mas não impossível, de revoluções.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ludimila Moreira Menezes, Universidade de Brasília (UNB)
Doutora em Literatura pelo Programa de Pós-graduação do Departamento de Teoria Literária e Literaturas da Universidade de Brasília, UnB. Membro da Associação Brasileira de Literatura Comparada (ABRALIC) e da Latin American Studies Association (LASA).

Referências

BESSE, Susan K. Modernizando a desigualdade: reestruturação da ideologia de gênero no Brasil de 1914-1940. Tradução: Lólio Oliveira. São Paulo, Edusp, 1999.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: o nascimento da prisão. Tradução: Raquel Ramalhete. 36ª edição. Petrópolis: Vozes, 2009.

FURLANI, Lucia Maria Teixeira; FERRAZ, Geraldo. Fotobiografia de Patrícia Galvão. Santos: Unisanta; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

GALVÃO, Patrícia. Parque Industrial. Rio de Janeiro: José Olympio, 2006.

LOPEZ; MOTA. História do Brasil: uma interpretação. São Paulo: SENAC, 2008.

ORTEGA, Francisco. Para uma Política da Amizade: Arendt, Derrida, Foucault. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000.

______. Genealogias da amizade. São Paulo: Iluminuras, 2002.

RAGO, Margareth. “Trabalho Feminino e Sexualidade”. In: DEL PRIORE Mary (Org.); BASSANEZI, Carla (coord.) História das Mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2008.

RISÉRIO, Antônio. Pagu: vida-obra, obravida, vida. In: CAMPOS, Augusto de. Pagu: vida e obra. São Paulo: Companhia das Letras.

ROSENBERG, Harold. Objeto ansioso. Tradução de Vera Pereira. São Paulo: Cosac & Naify, 2014.

WOOLF, Virginia. Um teto todo seu. Tradução: Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

Publicado
2017-12-20
Como Citar
Menezes, L. (2017). Parque Industrial, de Patrícia Galvão: cartografia feminista na São Paulo em modernização. Revista Crioula, (20), 222-239. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2017.134527
Seção
Dossiê: Diálogos de resistência: perspectivas feministas e literatura (ARTIGOS)