Aspectos da oralidade em Niktche, uma história de poligamia, de Paulina Chiziane

Palavras-chave: oralidade, Paulina Chiziane, romance moçambicano

Resumo

Este artigo pretende observar como a oralidade compõe o processo de escrita da moçambicana Paulina Chiziane em seu romance Niketche: uma história de poligamia, pois, no que tange aos processos de escritas utilizados neste livro, há uma oralidade pulsante que coordenada toda a estrutura narrativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jéssica Fabrícia da Silva, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
Graduada em Letras pela FCLar - UNESP. Mestranda em Teoria e História Literária, com foco em Literatura Africana, pela UNICAMP.

Referências

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Magia e técnica, arte e política. 7.ed. Trad. Sergio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1994. p. 197-221.

BÍBLIA. Bíblia Sagrada Ave-Maria. São Paulo: Ave-Maria, 2002.

CHIZIANE, Paulina. [Testemunho] Eu, mulher... por uma visão do mundo. Revista Abril, Niterói, v. 5, n. 10, p.199-205, 2013. Disponível em:

<http://www.revistaabril.uff.br/index.php/revistaabril/article/view/114/73>. Acesso em: 13 jul. 2017.

_____. Niketche: uma história de poligamia. Lisboa: Caminho, 2004.

HAMPATÉ BÂ, Amadou. A tradição viva. In: KI-ZERBO, Joseph. (org.). História geral da África I: Metodologia e pré-história da África. 2.ed.rev. Brasília: UNESCO, 2010.

LEITE, Ana Mafalda. Oralidades & escritas pós-coloniais: estudos sobre literaturas africanas. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2012.

LIMA, Mestre Alcides de; COSTA, Ana Carolina Francischette da. Dos griots aos Griôs: a importância da oralidade para as tradições de matrizes africanas e indígenas no Brasil. Revista Diversitas, São Paulo, n. 3, p.216-245, set 2014/mar 2015. Disponível em: <http://diversitas.fflch.usp.br/node/3661>. Acesso em: 14 jul. 2017.

MACÊDO, Tania., MAQUÊA, Vera. Literaturas de língua portuguesa: marcos e marcas – Moçambique. São Paulo: Arte & Ciência, 2007.

MANJATE, Rogério. “Paulina Chiziane – Ser escritora é uma ousadia!!!”. Maderazinco – Revista Literária Moçambicana, Maputo, 1 set. 2004.

MATTA, Inocência. Mulheres de África no espaço da escrita: a inscrição da mulher na sua diferença. In: MATTA, Inocência; PADILHA, Laura Cavalcante. (org). A mulher em África: Vozes de uma margem sempre presente. Lisboa: Edições Colibri, 2007.

MOREIRA, Terezinha Taborda. O vão da voz: a metamorfose do narrador na ficção moçambicana. Belo Horizonte: Edições Horta Grande Ltda, 2005.

REIS, Carlos, LOPES, Ana Cristina. Dicionário de Teoria da Narrativa. São Paulo: Editora Ática, 1988.

ROBERT, Badou Koffi. A consciência da subalternidade: trajetória da personagem Rami em Niketche de Paulina Chiziane. 2010. 105 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

SALGADO, Maria Teresa. Um olhar em direção à narrativa contemporânea moçambicana. Scripta, Belo Horizonte, v. 8, n. 15, p.297-308, 2014. Disponível em: < http://www.ich.pucminas.br/cespuc/Revistas_Scripta/Scripta15/Conteudo/N15_Parte03_art07.pdf>. Acesso em: 04 dez. 2016.

SILVA, Cândido Rafael Mendes da. Xibonini: a metáfora dos espelhos em Niketche, de Paulina Chiziane. 2008. 118 f. Dissertação (Mestrado em Letras Vernáculas – Literaturas Portuguesa e Africanas) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

SILVA, Rejane Vecchia Rocha e; SOUZA, Ubiratã Roberto Bueno de. Literatura moçambicana e oralidade: uma postura crítica e uma fundamentação teórica. Scripta, Belo Horizonte, v. 19, n. 37, p.97-120, 2015. Disponível em: <http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/P.2358-3428.2015v19n37p97/9663>. Acesso em: 06 dez. 2016.

SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Pode o subalterno falar? Trad. Sandra Regina Goulart Almeida; Marcos Pereira Feitosa; André Pereira Feitosa. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.

WIESER, Doris. “Os anjos de Deus são brancos até hoje, entrevista a Paulina Chiziane”. Buala, 26 nov. 2014. Disponível em: < http://www.buala.org/pt/cara-a-cara/os-anjos-de-deus-sao-brancos-ate-hoje-entrevista-a-paulina-chiziane>. Acesso em: 13 jul. 2017.

Publicado
2017-12-20
Como Citar
Silva, J. F. (2017). Aspectos da oralidade em Niktche, uma história de poligamia, de Paulina Chiziane. Revista Crioula, (20), 186-207. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2017.134823
Seção
Dossiê: Diálogos de resistência: perspectivas feministas e literatura (ARTIGOS)