Portal da USP Portal da USP Portal da USP

A Terra Sonâmbula, de Mia Couto, e as metáforas no contexto da literatura pós-colonial

Fabrício Lemos da Costa, Maria Elizabeth Bueno de Godoy

Resumo


Este trabalho pretende analisar as construções metafóricas no Romance Terra Sonâmbula, de Mia Couto, autor moçambicano, sobretudo na perspectiva da Literatura pós- colonial. Além disso, mostrar-se-ão as marcas da tradição moçambicana, principalmente em traços da oralidade no interior de códigos éticos do povo africano, assim como eventos históricos que se colocam como claves para o desenvolvimento estilístico de tropos ao desenrolar do Romance. As Metáforas encontrar-se-ão relacionadas à conjuntura da guerra de independência e civil, do éthos moçambicano e suas mudanças em clima de guerra, desenvolvendo-se por meio de imagens que privilegiam o medo, a fuga e as metáforas intersemióticas de uma natureza maculada no conflito.


Palavras-chave


literatura pós-colonial; metáfora; Moçambique; Mia Couto

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Poética. Tradução de Ana Maria Valente. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2008.

_____________. Obras Completas. Coordenação de António Pedro Mesquita. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2005.

BHABHA, Homi K. O Local da Cultura. Tradução de Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis e Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1998.

COUTO, Mia. Terra Sonâmbula. São Paulo: Companhia de Bolso, 2017.

CANDIDO, Antonio. Formação da Literatura Brasileira. São Paulo: Editora Itatiaia, 1981.

FILIPAK, Francisco. Teoria da Metáfora. Curitiba: HDV, 1983.

JAUSS, HANS Robert. A História da Literatura como Provocação à Teoria Literária. Tradução de Sérgio Tellaroli. São Paulo: Editora Ática, 1994.

LEITE, Ana Mafalda. Literaturas Africanas e Formulações Pós- Coloniais. Lisboa: Edições Colibri, 2013.

__________________. Oralidades e Escritas Pós-Coloniais Estudos Sobre Literaturas Africanas. Rio de Janeiro: Editora UERJ, 2012.

MATA, Inocência. Ficção e História na Literatura Angolana: O caso de Pepetela. Lisboa: Edições Colibri, 2008.

_______________. Estudos Pós-Coloniais Desconstruindo genealogias eurocêntricas. Civitas, Porto Alegre, v.14, n.1, p. 27-42, 2014.

_______________. A Periferia da Periferia. Revista Discursos Estudos de Língua e Cultura, Lisboa, n. 9, p. 27-36, 1995.

RICOEUR, Paul. A Metáfora Viva. Tradução de Dion Davi Macedo. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

_____________. O Processo Metafórico como cognição, Imaginação e Sentimento. In: __________. Da Metáfora. Tradução de Franciscus W.A.M Van de Wiel. São Paulo: Editora da PUC, 1992.

SAID, Edward W. Cultura e Imperialismo. Tradução de Denise Bottmann. São Paulo: Companhia de Bolso, 2011.

_______________. Orientalismo: O Oriente como Invenção do Ocidente. Tradução de Tomás Rosa Bueno. São Paulo: Companhia de Bolso, 1996.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2018.142362

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.