Descamuflar a palavra, parir a poesia: a voz de coragem da poeta galega Lupe Gómez

  • Bruna Renata Bernardo Escaleira Universidade de São Paulo - USP
Palavras-chave: poesia, literatura contemporânea, literatura galega, literatura feita por mulheres

Resumo

Uma das principais vozes da poesia galega atual, Lupe nos foi apresentada pela Professora Doutora Teresa Bermudez, da Universidade de Vigo, na disciplina “Literatura e Gênero na Literatura Galega Contemporânea”, promovida pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa no segundo semestre de 2017. A autora insere-se de forma única na “ginealogia” de escritoras galegas incessantemente rebeldes, que têm Rosalía de Castro como “nai (mãe) de tinta”, Xohana Torres como grande referência no século XX e inúmeras “irmãs” na explosão da escrita feminista a partir do final dos anos 1980. Apesar de carregar traços centrais comuns a essa tradição literária, como a escrita do corpo e a subversão, sua obra diferencia-se de suas contemporâneas por reivindicar novos temas e formas poéticas, como se observa em seu mais novo poemário, Camuflaxe (2017).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Renata Bernardo Escaleira, Universidade de São Paulo - USP
Mestranda no Programa de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa - FFLCH/USP com projeto sobre poesia feita por mulheres, erotismos e feminismos. Possui graduação em Comunicação Social Com Habilitação em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (2011) e Pós-Graduação Lato Sensu em Jornalismo Cultural (2015) pela Fundação Armando Álvares Penteado. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo e Editoração, atuando nos meios impresso, digital e vídeo, principalmente nos temas: literatura, cultura, arte, educação e direitos humanos. Também atua como escritora e ministra oficinas de Escrita Criativa. Publicou os livros de poemas "entranhamento" (2014) e "algo a declarar" (2016). Produz a coluna "AzMina dão a letra" sobre literatura feita por mulheres para a Revista AzMina (http://azmina.com.br/secao/azmina-dao-a-letra), mantém o blog http://algo-a-declarar.blogspot.com e faz parte do coletivo Circular de Poesia Livre, que estuda, produz e dissemina literatura relacionada a gênero, sexualidade e sexo (http://circulardepoesialivre.wordpress.com). Portfólio em www.brunaescaleira.com.br.

Referências

BALTRUSCH, Burghard (ed.). Lupe Gómez: libre e estranxeira. Estudos e Traducións. Berlin: Frank & Timme, 2013.

GÓMEZ, Lupe. Camuflaxe. Santiago de Compostela: Chan da Pólvora, 2017.

_______. Os teus dedos na miña braga con regra. Vigo: Xerais, 1999.

QUEIZÁN, María Xosé. Parir o pensamento. In: SUÁREZ, Beatriz; MARTÍN, María Belén; FARIÑA, María Jesús (orgs.). Escribir en feminino. Poéticas y políticas. Barcelona: Icaria, 2000, p.103-119.

Publicado
2018-06-30
Como Citar
Escaleira, B. R. (2018). Descamuflar a palavra, parir a poesia: a voz de coragem da poeta galega Lupe Gómez. Revista Crioula, (21), 510-517. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2018.142525