Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Dia bonito pra chover: Escrita negra e poética da interpretação em Lívia Natália

Ricardo Oliveira de Freitas, Davi Nunes, Thiago Martins Prado

Resumo


Analisamos traços de intencionalidade e autoria na obra da escritora negra baiana Lívia Natália.  Para tanto, tomamos o livro de poesia Dia bonito pra chover como material de análise. Utilizamos as teorias de interpretação do texto literário, com o debate sobre a intencionalidade da autoria e autonomia da linguagem poética na obra, como referencial teórico-metodológico. A análise objetiva articular uma crítica interpretativa voltada para escrita negra, para a consolidação do gênero literatura negra.


Palavras-chave


intenção; Lívia Natália; interpretação poética

Texto completo:

PDF

Referências


AZIZE, Rafael Lopes. A falácia do antiintecionalismo. Revista de Filosofia Cognitio, São Paulo, ano II, p. 18-27, 2001.

FREITAS, Ricardo O. de. Da margem ao centro: comunicação e arte frente às questões de produção e recepção em produtos audiovisuais periféricos. Natal: INTERCOM, 2008. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2008/resumos/R3-0725-1.pdf . Acesso em: 25 jan. 2018.

HALL, Stuart. Da diáspora. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

NATÁLIA, Lívia. Água Negra. Salvador: EPP Publicações e Publicidade, 2011.

NATÁLIA, Lívia. Dia bonito pra chover. Rio de Janeiro: Editora Malê, 2017.

NETO, João Augusto Máttar. Teorias Literárias Pragmáticas: a função do autor. Revista de Filosofia Cognitio. São Paulo, ano I, n. 1-2, p. 58-78, 2000.

SANTOS, J. dos. Crônica literária. (pseudônimo de Medeiros e Albuquerque). A Notícia. Rio de Janeiro,15 dez. 1909.

WIMSATT, William K.; BEARDSLEY, Monroe C. The Intentional Fallacy. In: LODGE, David (org.). 20th Century Literary Criticism: A Reader. London: Longman, 1972.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2018.142695

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.