Antonio Candido e o romance de 30

O olhar do crítico sobre o surgimento, o desenvolvimento e a consolidação de uma voz literária

  • Roberto Amado Universidade de São Paulo - USP
Palavras-chave: Romance de 30;, Antonio Candido, Literatura, Cultura brasileira

Resumo

Reflexões sobre o romance de 30 baseadas em textos diversos de Antonio Candido sobre a literatura praticada no decênio e das circunstâncias políticas, sociais e culturais que a tornou uma expressão referencial da cultura brasileira

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Amado, Universidade de São Paulo - USP

O autor é mestrando. Título da pesquisa: "O primeiro Jorge Amado em jornal e em livro: as crônicas e romances do escritor baiano na primeira metade dos anos 1930".

Referências

AMADO, Jorge. Apontamentos sobre o moderno romance brasileiro, In: Lanterna Verde, no1, Rio de Janeiro, p. 48 a 51, 1934
CANDIDO, Antonio. Educação pela Noite e outros ensaios, 3a edição, São Paulo: Ática, 1989.
CANDIDO, Antonio. Literatura e Sociedade. 3a edição, Rio de Janeiro: Companhia Editora Nacional, 1965.
CANDIDO, Antonio. Formação da Literatura Brasileira. (1836-1880), 9a edição, Belo Horizonte-Rio de Janeiro: Editora Itatiaia, 1975
Candido, Antonio. Entrevista publicada na Revista Trans/Form/Ação, v. 1, Marília: Universidade Estadual Paulista, 1974.
CANDIDO, Antonio. Brigada Ligeira. 5a edição, São Paulo: Editora Unesp, 1992
HALLEWELL, Laurence. O Livro no Brasil. São Paulo: T. A Queiroz, Editor, 1985.
LAFETÁ, João Luiz. 1930: A Crítica e o Modernismo. São Paulo: Editora 34/Duas Cidades, 2000.
MORAES NETO, Prudente de Moraes. O Romance Brasileiro. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1939.
ROSSI, Luiz Gustavo Freitas. A militância política de Jorge Amado. In: Caderno de Leituras 22. São Paulo: Companhia das Letras, s/d.
Publicado
2018-12-18
Como Citar
Amado, R. (2018). Antonio Candido e o romance de 30. Revista Crioula, 1(22), 102-117. https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2018.150799