A ESCRITA DO CORPO: POEMAS ERÓTICOS DE FLORBELA ESPANCA E GILKA MACHADO

  • Jussara Neves Rezende Universidade de São Paulo (USP)
Palavras-chave: Florbela Espanca, Gilka Machado, erotismo, poesia

Resumo

NO INÍCIO DO SÉCULO XX, EM PORTUGAL E NO BRASIL, RESPECTIVAMENTE, FLORBELA ESPANCA E GILKA MACHADO CRIAM VERSOS EM QUE DÃO VOZ À SENSUALIDADE FEMININA, ENFATIZANDO O CORPO COMO O LUGAR EM QUE AS PAIXÕES SE EMBATEM. ALÉM DE REFLETIR SOBRE OS MODOS POÉTICOS COM QUE O EROTISMO SE MANIFESTA NAS OBRAS DESTAS POETISAS, ESTE TRABALHO BUSCA SIMILARIDADES E DIFERENÇAS QUE AMPLIEM O QUE SE SABE SOBRE A POESIA FEMININA E VALORIZEM A INDIVIDUALIDADE DE CADA ESCRITORA E DE SUA OBRA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jussara Neves Rezende, Universidade de São Paulo (USP)
Doutora em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, FFLCH-USP. Pesquisa: A simbolização nas imagens poéticas de Cecília Meireles e Sophia de Mello Breyner Andresen: tempo e espaço.
Publicado
2007-05-01
Como Citar
Rezende, J. (2007). A ESCRITA DO CORPO: POEMAS ERÓTICOS DE FLORBELA ESPANCA E GILKA MACHADO. Revista Crioula, (1). https://doi.org/10.11606/issn.1981-7169.crioula.2007.52677
Edição
Seção
Dossiê: A voz feminina nas literaturas de língua portuguesa