Portal da USP Portal da USP Portal da USP

OS DIÁLOGOS INTERARTÍSTICOS DA POESIA SEGUNDO FERNANDO PESSOA

Rosa Maria Martelo

Resumo


Para Fernando Pessoa, a literatura sensacionista deveria “ser a fusão de todas as artes”, proporcionando, em si mesma e sincreticamente, todas as sensações que as outras artes trabalham e dão a conhecer. Sensações associadas a artes tão díspares quanto a dança, o canto, a representação, e também a pintura, a escultura, a arquitectura e a música poderiam ser integradas pela literatura porque – dizia Pessoa – esta “contém tudo quanto essas artes dão às criaturas inferiores, mas transcendentaliza-as pela ideia para uso da aristocracia doente e completa que a nossa hiper-civilização produziu” (cf. Sensacionismo e outros ismos, 2009: 77). Conceber deste modo a literatura, particularmente a poesia, como uma arte de síntese estética destinada a uma hiper-civilização, envolveu uma vasta experimentação ao nível da visualidade no discurso verbal, da plasticidade e rapidez da imagem, da estrutura e do ritmo; e essa experimentação foi certamente bem menos autonomizável de diálogos interartísticos do que Pessoa sugere. Como devemos então ler a presença das outras artes na poética sensacionista e de que modo esta dialoga com outras poéticas de Orpheu? Tentarei equacionar algumas possíveis respostas para estas questões, auscultando a existência de uma espécie de diálogo interartístico sob rasura no sensacionismo pessoano.

Palavras-chave


Fernando Pessoa; sensacionismo; relações interartísticas

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner. Dual [1972], Obra Poética, edição definitiva de Maria Andresen de Sousa Tavares e Luís Manuel Gaspar. Lisboa: Caminho, 2004.

BELO, Ruy. Na Senda da Poesia. Lisboa: Assírio & Alvim. 2002.

BRANDÃO, Fiama Hasse Pais. Obra Breve. Lisboa: Assírio & Alvim, 2006.

CRUZ, Gastão. Os Poemas. Lisboa: Assírio & Alvim, 2009.

DERRIDA, Jacques. Gramatologia. 2ª ed., São Paulo: Perspectiva, 1999 [1967].

EIDT, Laura M. Sager. Writing and Filming the Painting – Ekphrasis in Literature and Film. Amsterdam e New York, 2008.

EIRAS, Pedro. “Almada, Europa, 1915-1917”, in Steffen Dix (ed.), (ed.), 1915 – O Ano de Orpheu, Lisboa: Tinta da China, 2015.

GUERREIRO, Fernando. “O Cinema de Orpheu”, AA. VV. Central de Poesia, a recepção de Fernando Pessoa nos anos ’40. Lisboa: Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias. 2011.

KANT, Immanuel. Crítica da Faculdade do Juízo. Lisboa: IN-CM, 1998.

LOPES, Teresa Rita (org.). Pessoa Inédito. Lisboa: Livros Horizonte, 1993.

MESCHONNIC, Henri. Critique du Rythme. Paris: Verdier, 1982.

NANCY, Jean-Luc. Les Muses. Paris: Galilée, 2001.

PATRÍCIO, Rita. Episódios da Teorização estética em Fernando Pessoa. Braga: Húmus / Universidade do Minho, 2012.

PESSOA, Fernando. Páginas de Estética e de Teoria e Crítica Literárias, textos estabelecidos e prefaciados por Georg Rudolf Lind e Jacinto do Prado Coelho, 2ª ed.. Lisboa: Ática, 1994.

PESSOA, Fernando. Crítica – Ensaios, Artigos e Entrevistas, ed. de Fernando Cabral Martins. Lisboa: Assírio & Alvim, 2000.

PESSOA, Fernando. Sensacionismo e Outros Ismos, ed. crítica de Jerónimo Pizarro. Lisboa: IN-CM, 2009.

PESSOA, Fernando. Sobre Orpheu e o Sensacionismo, (ed. Richard Zenith e Fernando Cabral Martins). Porto: Assírio & Alvim/Porto Editora, 2015.

PIZARRO, Jerónimo. “Fernando Álvaro Pessoa de Campos”, in Steffen Dix, (ed.), 1915 – O Ano de Orpheu, Lisboa: Tinta da China, 2015.

SENA, Jorge de. “Posfácio – 1963”, Poesia II, Lisboa, Círculo de Poesia, 1978.

Silva, Manuela Parreira da (org.). Cartas de Mário de Sá-Carneiro a Fernando Pessoa. Lisboa: Assírio & Alvim, 2001.

SOARES, Bernardo. Livro do Desassossego, ed. de Richard Zenith. Lisboa: Assírio & Alvim, 1998.

SOARES, Marta. “Os 4 hors-textes de Orpheu 3”, in Richard Zenith (org.). Os Caminhos de Orpheu. Lisboa: Biblioteca Nacional de Portugal, Babel, 2015.

VASCONCELOS, Ricardo. “Orpheu e Paris. Ecos cubistas na poesia de Mário de Sá-Carneiro”, in Steffen Dix (ed.), 1915 – O Ano de Orpheu. Lisboa: Tinta da China, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v7i14p125-139

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Desassossego