COLOCAR POESIA NA FITA MÉTRICA

  • Paloma Roriz Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: atlas, corpo, espaço, arquitetura

Resumo

Este artigo propõe refletir acerca de algumas imagens do livro Atlas do corpo e da imaginação, de Gonçalo M. Tavares, feitas pelo grupo Os Espacialistas, a partir da relação pensada pelo autor e pelo coletivo entre corpo, arquitetura, espaço e movimento, em seu possível cruzamento com projetos heteróclitos como os de Aby Warburg e Georges Bataille, tomados na perspectiva de Georges Didi-Huberman. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BUCHLOH, Benjamin. “Atlas de Gerhard Richter: o arquivo anômico”. Revista do Programa
de Pós-Graduação em Artes Visuais EBA – UFRJ. Série Temáticas. Rio de Janeiro. n. 19. V.23.
p.195-209, 2012.
DIDI-HUBERMAN, Georges. A imagem sobrevivente - História da arte e tempo dos fantasmas
segundo Aby Warburg. Trad. de Vera Ribeiro. Rio de janeiro: Contraponto, 2013.
_________. Ser Crânio. Lugar, contato, pensamento, escultura, tradução de Augustin de Tugny e
Vera Casa Nova. Belo Horizonte: C/ Arte, 2009.
_________. A semelhança informe – ou o gaio saber visual segundo Georges Bataille. Trad. Caio Meira,
Fernando Scheib. Rio de Janeiro: Contraponto, 2015.
________. A imagem sobrevivente – História da arte e tempo dos fantasmas segundo AbyWarburg. Rio
de Janeiro: Contraponto, 2013.
_________. Atlas ou le gai savoir inquiet – L’œil de l’histoire, 3. Paris : Les Éditions de Minuit,
2011.
ESPOSITO, Roberto. As pessoas e as coisas. Trad. de Andrea Santurbano e Patricia Peterle,
São Paulo: Rafael Zamperetti Competti Editor, 2016.
GUERREIRO, Julián Santos, TAVARES, Gonçalo M., MENDES DA ROCHA, Paulo.
Pensar a casa. Conferências da Casa, 1. Matosinhos: Associação Casa da Arquitectura, 2011.
SARDO, Delfim (2014) “Apresentação para o livro Atlas do corpo e da imaginação, de Gonçalo
M. Tavares”, < https://www.youtube.com/watch?v=-eNeLl9cMsY> (último acesso em:
10/08/2017).
TAVARES, Gonçalo. Atlas do corpo e da imaginação. Lisboa: Ed. Caminho, 2013.
_________. 1.Rio de Janeiro : Bertrand Brasil, 2005.
_________. Breves notas sobre as ligações [llansol, molder e zambrano]. Florianópolis : Editora da
casa, 2010.
_________. “Arquitetura, natureza e amor”. OPÚSCULO 14, Porto : Dafne Editora, 2008.
_________. O Senhor Walser. Rio de janeiro: Casa da Palavra, 2008b.
Publicado
2018-06-30
Como Citar
Roriz, P. (2018). COLOCAR POESIA NA FITA MÉTRICA. Revista Desassossego, 10(19), 175-184. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v10i19p175-184