Ricardo Reis: um homem e um ano

  • Demétrio Alves Paz Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Cerro Largo - RS
Palavras-chave: Literatura, História, Intertextualidade, Saramago, Fernando Pessoa

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar como se dá a relação entre literatura e história no romance O ano da morte de Ricardo Reis, de José Saramago. Em nossa hipótese, a relação é estabelecida por meio da intertextualidade na obra. Para a análise, usamos três diálogos entre Ricardo Reis e Fernando Pessoa, mas que também se referem à Lídia, à Marcenda e ao contexto histórico presente no livro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Demétrio Alves Paz, Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Cerro Largo - RS
Professor Adjunto 4 de Teoria Literária e Literaturas de Língua Portuguesa na Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Cerro Largo - RS

Referências

BORGES, Jorge Luis. Obra Completa. São Paulo: Editora Globo, 2000. vol.1.
CARVALHAL, Tânia Franco. Literatura Comparada. São Paulo: Editora Ática, 1992.
LE GOFF, Jacques (org). A História Nova. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
PESSOA, Fernando. Poesias de Ricardo Reis. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
PESSOA, Fernando. Páginas de doutrina estética. Lisboa: Inquérito, 1975.
RABELO, Luís de Sousa. “Resenha de O ano da morte de Ricardo Reis”. In: Colóquio/Letras, (88): 144-148, novembro de 1985.
SARAIVA, José Hermano. História concisa de Portugal. Lisboa: Europa-América, 1985.
SARAMAGO, José. O ano da morte de Ricardo Reis. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
Publicado
2018-12-31
Como Citar
Paz, D. (2018). Ricardo Reis: um homem e um ano. Revista Desassossego, 10(20), 58-70. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v10i20p58-70