VANGUARDA POÉTICA EM PORTUGAL

Autores

  • Cláudio Alexandre Barros Teixeira Mestre Literatura Portuguesa, Universidade de São Paulo - USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v2i3p82-92

Palavras-chave:

Experimentalismo, vanguarda, neobarroco, labirinto, visualidade.

Resumo

O movimento da Poesia Experimental Portuguesa ("PO-EX"), na década de 1960, fez uma releitura criativa da herança cultural barroca, ao mesmo tempo em que dialogou com formas e procedimentos da vanguarda internacional (e em particular com a Poesia Concreta), visando a "reinvenção da escrita", mesclando recursos da literatura, da música, da pintura e outras formas de expressão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-06-10

Como Citar

Teixeira, C. A. B. (2010). VANGUARDA POÉTICA EM PORTUGAL. Revista Desassossego, 2(3), 82-92. https://doi.org/10.11606/issn.2175-3180.v2i3p82-92