[1]
D. Navas e T. Ventura, “A ESCRITA FEMININA EM FAZES-ME FALTA: CORPO MORTO, CORPUS DESCONTRUÍD”O, RD, vol. 9, nº 18, p. 85-100, abr. 2018.