Fenômeno e objeto na Fenomenologia de Merleau-Ponty

  • José Luís Neves Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Husserl, Merleau-Ponty, Fenomenologia da Percepção

Resumo

Procuro analisar o destino do conceito de objeto intencional ao ser transplantado do idealismo transcendental para o contexto do Lebenswelt como interpretado por Merleau-Ponty na Fenomenologia da percepção. Para isso, afasto tanto uma interpretação segundo a qual o idealismo husserliano cederia lugar ao realismo empírico quanto aquela para a qual Merleau-Ponty confundiria objeto qua intencional e objeto puro e simples. Busco mostrar que, na medida em que o Lebenswelt tem sua legalidade nas sínteses passivas do tempo, o objeto será concebido como Zeitobjekt cuja “indeterminação positiva” o situa tão distante do X vazio do idealismo quanto da coisa para além do fenômeno do realismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-05
Como Citar
Neves, J. L. (2016). Fenômeno e objeto na Fenomenologia de Merleau-Ponty. Discurso, 46(2), 217-250. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2016.123677
Seção
Artigos