Fora do mundo: lugar e sentido da não-humanidade na ontologia fundamental

  • Marco A. Valentim Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: Humanidade, Mundo, Natureza, Não-humanidade, Ontologia

Resumo

O artigo esboça uma interpretação crítica do pensamento de Martin Heidegger com foco na questão acerca do lugar da não-humanidade no projeto filosófico da ontologia fundamental (1925-1930). Trata-se de investigar, reconstruindo brevemente os conceitos existenciais de mundo, história, natureza e vida, o sentido da relação entre humano e não-humano que a ontologia heideggeriana projeta a partir do vínculo da humanidade
existente com o ser enquanto tal. Qual é a situação daquilo que, no homem ou fora dele, se constitui ontologicamente contra o sentido próprio da existência como ser-no-mundo?

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-12-05
Como Citar
Valentim, M. A. (2016). Fora do mundo: lugar e sentido da não-humanidade na ontologia fundamental. Discurso, 46(2), 287-334. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2016.123679
Seção
Artigos