Amazônia, das travessias lusitanas à literatura de até agora

  • Amarílis Tupiassú
Palavras-chave: Amazônia, Literatura, História Cultural

Resumo

DESDE A primeira travessia pelo rio Amazonas em 1541-1542, o colonizador europeu escreve sobre o modo como se determina senhor das águas e das matas, de como desvenda o Novo Mundo, vê com espanto a beleza circundante e dá início ao extermínio dos povos e da cultura indígena. Mais de três séculos depois, afirma-se a literatura da Amazônia dita "civilizada" e inscrevem-se os padrões de um texto que exalta a natureza, interroga a vida, as questões essenciais do ser e, politizado, afirma-se como aestesia e salvamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2005-04-01
Como Citar
Tupiassú, A. (2005). Amazônia, das travessias lusitanas à literatura de até agora . Estudos Avançados, 19(53), 299-320. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/10061
Seção
Dossiê Amazônia Brasileira I