A ética na literatura: leitura de "Mineirinho", de Clarice Lispector

  • Yudith Rosenbaum USP
Palavras-chave: Clarice Lispector, Literatura brasileira, Ética, Psicanálise, Loucura

Resumo

O presente estudo aborda o texto "Mineirinho", de Clarice Lispector, buscando a partir dele depreender uma visão da constituição do sujeito à luz de alguns aspectos da psicanálise. A leitura analítico-interpretativa identifica os procedimentos estilísticos e temáticos que alicerçam o texto, desvendando suas implicações éticas e estéticas. Ao comentar a morte de um bandido pela polícia carioca nos anos 1960, a autora põe em xeque afirmações ideológicas tidas como inequívocas e subverte categorias políticas e sociais que se querem absolutas. No horizonte da interpretação proposta, o texto problematiza, ainda, as noções de normalidade e loucura, bem como as relações entre história social e trajetória individual.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-01-01
Como Citar
Rosenbaum, Y. (2010). A ética na literatura: leitura de "Mineirinho", de Clarice Lispector . Estudos Avançados, 24(69), 169-182. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/10519
Seção
Literatura