MPB: a trilha sonora da abertura política (1975/1982)

  • Marcos Napolitano Universidade de São Paulo; Departamento de História
Palavras-chave: Música brasileira^i1^shistó, Brasil^i1^smúsica e polít

Resumo

A proposta de abertura do regime, elemento central da agenda política do regime militar brasileiro na segunda metade dos anos 1970, teve um grande impacto na cena cultural protagonizada pela oposição civil ao regime. A fase da "distensão-abertura" coincidiu com a consagração comercial e cultural da Música Popular Brasileira (MPB) que, desde os anos 1960, desempenhava um papel importante na cultura de esquerda. Com o abrandamento da censura, esse gênero musical tornou-se uma área de expressão artística ainda mais privilegiada pela oposição, porta-voz dos projetos, dilemas e utopias das classes médias críticas ao regime. Neste artigo, analisarei o papel histórico e os circuitos socioculturais ocupados pela MPB no contexto da "abertura" política.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-01-01
Como Citar
Napolitano, M. (2010). MPB: a trilha sonora da abertura política (1975/1982) . Estudos Avançados, 24(69), 389-402. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/eav/article/view/10532
Seção
Música